Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > Byafra

Byafra

Cultura por Selmo Vasconcellos em 2015-09-22 11:54:14

                

BIOGRAFIA

Byafra (que até 1998 adotava o pseudônimo com ‘i’ – Biafra), nome artístico de Maurício Pinheiro Reis, (Niterói, 15 de outubro de 1957) é um cantor brasileiro.

O sobrado da Rua Raul Pompéia, 37, em Niterói – RJ, estremecia com as pancadas dos pedaços de cabo de vassoura sobre as latas de tinta vazias. No comando da percussão, Byafra, que naquela época, aos 12 anos de idade, era apenas Maurício, filho caçula de uma família de três irmãos. No segundo andar, sua avó, Dona Aura, tentava em vão dormir um pouco depois do almoço. Impossível: o ruído invadia o quarto apesar das portas e janelas fechadas. O pior é que essa cena se repetia todos os dias.Mulher inteligente e de grande vocação diplomática, Dona Aura percebeu que o problema não se resolveria com uma simples bronca no neto ou com meia dúzia de gritos. Num belo dia, a senhora entra na garagem e interrompe o solo de percussão com um presente: uma bela flauta doce, acompanhada de um certificado de inscrição num curso de música, para aprender o instrumento. A única coisa que Dona Aura não sabia, é que além de resolver o seu problema, também estava proporcionando o início da carreira de um dos mais queridos artistas da música popular romântica do Brasil.
No dia em que Byafra nasceu, os americanos perdiam o sono com o Sputnik (primeiro satélite feito pelo homem) lançado 11 dias antes pelos soviéticos e que sobrevoava Nova York seis vezes por dia. Três meses depois do nascimento do cantor, o clube que viria a ser uma de suas grandes paixões, o Botafogo, comemorava um dos maiores campeonatos de sua história, após golear o Fluminense na final por 6X2. No Planalto Central, o presidente Juscelino Kubitschek acelerava seus candangos para inaugurar Brasília dentro do prazo.
No mundo da música, Elvis Presley dava as cartas no cenário internacional e no Brasil, a Bossa Nova ainda engatinhava. Os fenômenos que iriam forjar a personalidade musical de Byafra ainda estavam em gestação. A salada formada por Beatles, Roberto Carlos, Caetano Veloso, Pink Floyd, Fagner e Novos Baianos – algumas de suas principais influências – estava apenas sendo preparada para entrar no cardápio dos anos 60.
Desde que recebeu a flauta das mãos da Dona Aura, Byafra passou a se alimentar de música todos os dias. A vontade de cantar o levou ao Coral do Centro Educacional de Niterói, comandado pelo Maestro Hermano Soares de Sá. Logo, estaria embarcando com seus colegas de Coro para várias apresentações incluindo uma participação internacional no Festival de Aberdeen, na Escócia, para cantar peças de Villa-Lobos. Foi nessa época, por ser muito magro, que recebeu dos colegas de escola o apelido que viria a adotar como nome artístico.
Na metade dos anos 70, a carreira musical já era seu principal projeto de vida. E foi nessa época que nasceu O Circo, banda que teve rápido sucesso em apresentações em Niterói e no interior do Estado do Rio. Como principal vocalista do grupo, Byafra começou a ganhar intimidade com os palcos. E foi acompanhado por seus colegas de O Circo, que Byafra entrou pela primeira vez no velho estúdio da CBS (hoje Sony Music), na Praça da República, centro do Rio de Janeiro, para gravar seu primeiro álbum, na época editado em LP e cassete.
Lançado em 1979, “Primeira Nuvem” foi rapidamente adotado pelas rádios de todo o Brasil. Uma das canções, composta pelo próprio Byafra e por Luiz Eduardo Farah, transformou-se em grande sucesso: “Helena”. Poucas semanas depois de introduzida nas rádios, essa faixa ganhou popularidade ainda maior ao ser incluída na trilha sonora da novela Marrom Glacê, da Rede Globo. Esta mesma emissora iria, ao longo dos anos, solicitar mais sete músicas de Byafra para suas novelas (ver lista abaixo), identificando suas canções com vários personagens famosos.
Já em seu terceiro álbum – “Despertar” (1981) Byafra recebe seu primeiro Disco de Ouro ao superar 100 mil cópias vendidas, impulsionada pelo impressionante sucesso radiofônico de “Leão Ferido” (Byafra e Dalto), música mais executada pelas emissoras brasileiras no ano de seu lançamento e que mais tarde receberia novas interpretações de artistas como Simone.
Em 1984, mais um Disco de Ouro em seu álbum de estrsia na gravadora Ariola, hoje com seu catálogo incorporado à Universal. Dessa vez, a música que explodiu nas paradas de todo o Brasil, foi “Sonho de Ícaro” (Piska e Cláudio Rabello).
Desde esse início vitorioso até hoje, Byafra jamais deixou de ter suas canções cantadas e lembradas por fãs de todas as gerações. São ao todo 12 álbuns inéditos e duas compilações que compõem um capítulo importante da Música Popular Brasileira. Como compositor Byafra registrou sua obra na voz de grandes artistas como Roberto Carlos, Ney Matogrosso, Simone, Chitãozinho & Xororó, Chrystian & Ralf, Rosana, Xuxa, Angélica, Danilo Caymmi e muitos outros.
No dia 8 de setembro de 2009 foi lançado um vídeo no site youtube no qual Byafra é atingido involuntariamente por um parapente enquanto cantava para uma gravação de TV, a música de seu maior sucesso, Sonho de Ícaro, no Rio de Janeiro. Um episódio cômico da vida de Byafra, que encarou a situação com muito bom humor.

 

SELMO VASCONCELLOS – Quem é e o que faz BYAFRA dentro e fora da música?

BYAFRA -  Sempre dentro da música, pois a vida é uma música, a vida é uma arte e a arte de viver é uma das mais complexas artes que existem, por isto estou em busca da arte total.

SELMO VASCONCELLOS – Quando e como você descobriu sua vocação para a música?

BYAFRA  -  Quando pequeno, quando ganhei a primeira flauta doce da minha vida,
quando a minha avó presenteou com uma flauta doce para que eu deixasse de bater nas latas de tinta na hora de sua sesta.
SELMO VASCONCELLOS – Onde e quando você apresenta  seus shows? 

BYAFRA - Tenho três tipos de show: O show onde cantos os meus sucessos e
ganho minha vida, o show com a pop camerata da UFRJ onde canto MPB com instrumentos destinados a música erudita e a minha mais recente paixão: O músico, o cantor e o poeta, onde eu canto junto com o piano do Fred Vasconcelos  e o poeta Marcos Valença, portanto um show para cada tipo de lugar.
SELMO VASCONCELLOS – Quais as figuras marcantes do universo da música que exerceram de certa forma influências em sua vida como cantor? 

BYAFRA - Muita gente, desde Roberto Carlos a Pink Floyd até Händell.
SELMO VASCONCELLOS – A música que você faz pode ser inserida dentro de qual estilo?

BYAFRA  -  Qualquer um , mas o público me conhece como um cantor pop e romântico. 

SELMO VASCONCELLOS  -   Quantos e quais discos, CD’s e DVD’s gravados?

BYAFRA -  Entre inédito e compilações perto de vinte, fora os piratas que andam a solta por ai.

SELMO VASCONCELLOS   – Quais as fontes inspiradoras das suas composições musicais?

BYAFRA  -  Em geral o amor nas suas diversas formas.

SELMO VASCONCELLOS   – Pode nomear 5 CD’s influentes para você? 

BYAFRA  -  Dark side of the moon ( Pink Floyd), manera fru fru manera (Fagner), Ópera Rinaldo ( Händell), Earth, Wind and Fire e The Kay ofthe life Stteve Wonder.

SELMO VASCONCELLOS  - Onde e quando aconteceram suas principais apresentações? 

BYAFRA  -  Nos palco do Centro Educacional de Niterói, cantando as músicas que

haviam sido proibidas pela ditadura. 

SELMO VASCONCELLOS   – A quem você agradeceria o apoio irrestrito dado nessa sua trajetória da sua carreira musical?

BYAFRA  -  A muita gente, tenho medo de cometer injustiças.

DENISE MORAES –  Há décadas no cenário musical, você continua mantendo o mesmo estilo romântico.  A que você atribui essa admiração dos fãs? 

BYAFRA  -  Todo ser humano, em especial as mulheres precisam de amor.O amor é

a chama que ilumina nossas vidas, jamais esse assunto irá se esgotar. 

DENISE MORAES –  No seu portal, você interage com seus fãs, e usa uma psicologia, transmite segurança, conforta e também os aconselha.  Onde encontra tanta energia positiva  para dar atenção a todos?

BYAFRA -  Acho que a moderna relação entre os artistas e os fãs deve ser de interação, não de se colocar em cima de um pedestal. O mundo de hoje não adora mais os ídolos com pés de barro. Além do mais prefiro uma grande amizade do que ser simplesmente admirado. Quanto aos conselhos,rs. Sinto que preciso mais de conselhos do que me colocar na posição de alguém que sabe das coisas. Segundo Paulo Freire, o bom professor é.aquele que aprende ao ensinar. Me formei professor pela UNIRIO, mas
não sei se vou deixar algum dia de ser aluno. 

DENISE MORAES –  Fale sobre a criação do seu Fã – Clube e seus benefícios. Aliás, o seu carinho aproxima cada vez mais os Ícaros.

BYAFRA -  Foi uma ideia da Sônia Fukuda e do Rai que resolveu criar um site para uma comunicação direta entre os fãs. Eu até então não tinha a menor noção de como isso se sucederia. Resolvi apoiar e dessa ideia nasceram os Ícaros.

DENISE MORAES  - E essa parceria com poetas e compositores do Brasil e do exterior quem tem gerado belíssimas músicas e vídeos?

BYAFRA -  Cada dia estou mais ligado a poesia. Tudo nasce da poesia . Deus

criou o verbo. 

DENISE MORAES  -  Qual a sensação ao ter suas músicas selecionadas para tema de novelas, e ter composição gravada na voz de  Roberto Carlos?

BYAFRA - A sensação é muito boa, adoro ver as músicas que canto na voz do povo. 

DENISE MORAES  - Você participa de exposições de pinturas com suas poesias.   O que significa para você participar da disseminação de arte e literatura?   Você tem um grande carisma e é muito atencioso sempre, é um privilégio tê-lo sempre presente.  Eu só tenho a agradecer tudo isso que você tem nos proporcionado, autorizando o uso das suas poesias.  Muito obrigada! 

BYAFRA - Como te falei no princípio da entrevista, acredito na fusão das artes. Acredito na Arte Total, uma ideia que vem dos gregos, passou por Wagner e hoje é possível graças a tecnologia. Estou de corpo e alma envolvido com pessoas como a Denise que usa a sua arte para disseminar a preocupação com o planeta onde vivemos. Todo progresso material não será nada, se não tivermos ao menos um copo d’água pra
beber.
SELMO VASCONCELLOS – Qual é o seu grande objetivo no momento ? 

BYAFRA - o meu objetivo de sempre é continuar me relacionando com os Ícaros
de todo o Brasil, lançar meu cd em Março e viajar por ai cantando fazendo amigos. 

 

Narciso


(Byafra)


Quando você sai e não diz para onde vai,
vejo monstros rondando a minha cama.
Vejo homens escondidos no armário
Vejo uma estória secreta escondida no seu silêncio.
Quando você sai e não diz aonde vai,
vejo você sentindo os meus desejos,
temendo os meus medos,
fingindo as minhas mentiras. O ciúme que sinto,
é a minha própria imagem
refletida no espelho do seu mistério

*****

Quando Você Bate A Porta

(Byafra)


O dragão da solidão está querendo me pegar
Tô correndo de quem amo, se a saudade permitir
Mas me queixo do abandono
Eu não sou tão forte assim.
Fui embora pra ter calma mas a paz te traz aqui.
Só consigo te enxergar
Pela luz da tua ausência.
Só consigo te amar com a dor de não te ter
Enganado as aparências,
Só consigo te querer,
Quando eu sinto a tua falta.
Só consigo entender
Como eu gosto de você,
Quando você bate a porta.
Vou buscando equilíbrio mas não paro de cair.
Se a vida fosse fácil todo mundo era feliz.
Liberdade não se compra e nem se encontra por aí.
Fui embora pra ser livre mas você está em mim.
Só consigo te enxergar
Pela luz da tua ausência.
Só consigo te amar com a dor de não te ter
Enganado as aparências,
Só consigo te querer,
Quando eu sinto a tua falta.
Só consigo entender
Como eu gosto de você,
Quando você bate a porta.
Se a porta abrir,
Não vou duvidar;
Não tem mais adeus.
Não vou mais partir.
Só consigo te enxergar
Pela luz da tua ausência.
Só consigo te amar com a dor de não te ter
Enganado as aparências,
Só consigo te querer,
Quando eu sinto a tua falta.
Só consigo entender
Como eu gosto de você,
Quando você bate a porta.

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Denise Moraes

Parabéns pelas excelentes respostas Byafra, pois você faz a diferença interagindo com seu fiel público, os ícaros, seus fãs. Um abraço carinhoso.

Publicidade

Veja também