Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro lança Prêmio Nacional de Jornalismo Ambiental Chico Mendes.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro lança Prêmio Nacional de Jornalismo Ambiental Chico Mendes.

Cultura por Alberto Araújo em 2015-10-12 02:00:52

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, Continentino Porto, e o vice-prefeito de Niterói, Axel Grael, fizeram o lançamento oficial do "Prêmio Nacional de Jornalismo Ambiental Chico Mendes", em solenidade realizada, na manhã da quinta-feira, 24 de setembro de 2015, que reuniu cerca de 100 pessoas, entre jornalistas, ambientalistas e autoridades, no Solar do Jambeiro, em Niterói (RJ).

A cerimônia foi conduzida pelo jornalista Mário Sousa, vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas e Coordenador do evento, que compôs a mesa com as seguintes autoridades: Axel Grael, vice-prefeito de Niterói, representando o prefeito Rodrigo Neves; Continentino Porto, presidente do Sindicato dos Jornalistas do RJ; André Gagliano, coordenador de Comunicação da Prefeitura; Paulo Freitas, presidente da Neltur; Dulce Tupy, vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas, e Gustavo Berna, representante do presidente do Conselho de Defesa do Meio Ambiente da Alerj.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas, Continentino Porto, fez um breve histórico do Prêmio, ressaltando que foi idealizado pelo jornalista e ambientalista niteroiense Vilmar Berna e aprovado pela Federação Nacional de Jornalistas e pelos 30 sindicatos de jornalistas de todo o País. Porto afirmou ainda que essa é uma oportunidade que se abre para os universitários e os jornalistas de todo o Brasil e destacou a parceria com a Prefeitura de Niterói e a Alerj.

O vice-prefeito, Axel Grael, lembrou da sua luta, desde a década de 70, em prol do Meio Ambiente e listou os investimentos que a Prefeitura vem fazendo na área. "A questão ambiental deixou de ser periférica para a Prefeitura e passou a nortear decisões", afirmou. Grael ressaltou também a importância de envolver os profissionais de comunicação no movimento ambiental para se chegar a uma comunidade sustentável. "Precisamos ter cada vez mais pessoas envolvidas com as causas ambientais e para isso os jornalistas são fundamentais. O Sindicato está de parabéns! Um prêmio nacional que reconhece esses profissionais que fazem a diferença é de suma importância, serve de inspiração e cria mercados", ressaltou Axel. "O Meio Ambiente precisa de boas histórias", completou.

A Jornalista Dulce Tupy falou do seu engajamento pela causa ambiental e os vários problemas enfrentados na Região dos Lagos. Paulo Freitas, presidente da Neltur, disse que a causa ambiental é transformadora e destacou a importância de se adotar novos comportamentos que contribuam com o ambiente em que se vive.

O ambientalista Vilmar Berna, único jornalista brasileiro detentor de um dos maiores prêmios na área ambiental pela ONU, o Prêmio Global 500, fez uma palestra sobre as questões ambientais no mundo, os desafios no dia-a-dia e a importância da informação para as mudanças de paradigmas sobre o meio ambiente. "O prêmio faz parte deste desafio", disse.

Membro da Associação Brasileira de Literatura de Cordel, o cordelista João Batista Melo falou sobre seu trabalho em defesa do meio ambiente, através do cordel, que também já foi destaque na ONU, e distribuiu, para os presentes, o livro de cordel "Votu, o demônio da Amazônia".

O PRÊMIO – O Prêmio Nacional de Jornalismo Ambiental Chico Mendes vai premiar as melhores matérias sobre o tema ambiental, publicadas em 2015, em jornais, rádios, revistas, TVs e Redes Sociais, em veículos brasileiros. O regulamento prevê também a participação de universitários na área de Jornalismo, que tenham matérias publicadas.

A ficha de inscrição e o regulamento serão divulgados através de um site específico, até a primeira semana do mês outubro/2015. O Prêmio de Jornalismo Ambiental Chico Mendes, promovido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, foi aprovado no Congresso Nacional de Jornalistas, no Acre, organizado pela Federação Nacional de Jornalistas e conta com apoio da Prefeitura de Niterói, através da Neltur e da Coordenação de Comunicação da PMN, da Comissão de Defesa do Meio Ambiente da Alerj, da Rede Brasileira de Informação Ambiental, do Ariau Amazon (Amazonas-Manaus) e da empresa Acqualivegroup.

A iniciativa pretende contribuir para o debate sobre a questão ambiental, além de estimular pautas sobre esta questão nas redações e nas Redes Sociais. Uma Comissão de alto nível formada por jornalistas e especialistas em Meio Ambiente escolherá as melhores reportagens sobre o tema. 

Foto de Leo Zulluh


FONTE: culturaniteroi.com.br/blog/?id=1691




Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também