Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Geral > Dia Nacional do Samba

Dia Nacional do Samba

Geral por Betty Silberstein em 2015-12-02 15:16:31

Dia Nacional do Samba

O Brasil não é apenas conhecido pelas belas paisagens, pelos craques fantásticos de futebol, nem muito menos pelas novelas televisivas que fazem sucesso no exterior. Quando alguém pensa em Brasil, geralmente a mente salta: mulheres, carnaval e – claro! – samba: um estilo musical que une a diversidade e o swing de uma nação inteira. Um estilo musical cheio de gingado e melodia que encanta pelas danças e também pela execução que exige harmonia e talento de todos os músicos envolvidos na roda de samba.

Apesar de ser extremamente popular em muitas regiões do Brasil, este gênero de música está muito ligado ao Rio de Janeiro, onde nasceu por volta do final do século XIX e começo do século XX. Era uma dança de escravos que misturaram suas danças com os ritmos regionais do maxixe, xote, entre outros, criando o samba carioca. 

O dia do samba é uma homenagem a Ary Barroso, sambista com vários sucessos como na "Na Baixa do Sapateiro".

Mas o curioso é que quem instituiu a data foi um vereador baiano, Luis Monteiro da Costa, celebrando a data em que Ary Barroso visitou a Bahia pela primeira vez. A festa foi se espalhando pelo Brasil e virou uma comemoração nacional.

Desde então, os dois estados, Bahia e Rio de Janeiro celebram a data. Em geral, shows e festividades com importantes nomes da música acontecem em ambas as cidades.

O samba é uma das expressões mais importantes da cultura brasileira reconhecida em todo o mundo. E prá quem acha que ‘samba é um só’... veja essa listinha básica de tipos de samba:

Samba enredo - com origem no Rio de Janeiro na década de 30, é um samba que determina o ritmo dos desfiles das escolas de samba, e aborda temas sociais e culturais.

Samba de partido alto - é um samba de origem pobre, que tenta demonstrar a realidade de regiões carentes. Seus principais compositores são Moreira da Silva, Zeca Pagodinho e Martinho da Vila.

Samba Pagode - um dos ritmos dentro do samba que mais fazem sucesso, surgiu no Rio de Janeiro nos anos 70, com letras românticas e ritmo repetitivo. Tem como principais representantes grupos como Fundo de Quintal, Raça Negra, Só Pra Contrariá, entre outros.

Samba canção - com origem na década de 20, tem como característica ritmo lento e letras românticas.

Samba carnavalesco - são as famosas marchinhas que embalavam os carnavais antigos e bailes típicos.

Samba exaltação - esse tipo de samba trazia um saudosismo com letras que mostravam as maravilhas brasileiras, junto com acompanhamento de orquestra.

Samba de breque - tipo de samba que tem interrupções para comentários no meio da música, com temáticas críticas ou humorísticas.

Samba de gafieira - com origem nos anos 40, tem ritmo rápido e forte com acompanhamento, muito comum em danças de salão.

Sambalanço ou Samba Rock - Com influência do jazz, surgiu entre as décadas de 50 e 60 e embalou boates em São Paulo e Rio de Janeiro. Tem como principais representantes Jorge Ben Jor, Wilson Simonal e, mais recentemente, Seu Jorge.

A tempo:

'Quem não gosta de samba
Bom sujeito não é
Ou é ruim da cabeça
Ou doente do pé'

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também