Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Manhã literária em Festa da Família

Manhã literária em Festa da Família

Literatura por em 2015-12-27 11:27:58

Na Escola Classe 03 do Guará - Distrito Federal, a manhã foi sensacional: entrevista criativa com a autora homenageada, exposições, sessão de autógrafos, apresentações artísticas, família atenta e envolvida...
A diretora, à frente de toda a apresentação, não media esforços em transformar a manhã numa manhã admirável, de sucesso. O nome Flavia Patrícia Gomes Rocha deve figurar no ranking das diretoras comprometidas com o êxito pedagógico e literário da escola. Correndo de um lado para outro, antes, aquietou-se no pátio/auditório previamente preparado, depois das 10 horas: ora apresentava números envolvendo todas as turmas da escola, ora premiava os vencedores dos projetos literários da escola. Antes dessa apresentação formal, na qual a autora convidada da vez, Dinorá Couto Cançado, teve o seu lugar de honra, a diretora Flavia participou da sessão de autógrafos e até do soca-soca da paçoca na oficina Paçoca de Avô, conduzida pelo avô Cançado e leu a história para os pais presentes que já estavam sentados, depois de passearem e apreciarem  os vários estandes, com ricos trabalhos confeccionados pelos alunos.
As professoras atuantes na Biblioteca cuidaram para que tudo que planejaram fosse sucesso. O trabalho com os professores que adotaram os livros da autora em suas turmas foi significativo, mais de cem autógrafos na manhã. Rosane F. Silva e Rosângela Vidal, professoras que realmente fazem da Biblioteca um local de aprendizagem, de revolução na educação, por meio de leituras. Quatro dias, depois, Rosane apresentou esse projeto da escola na Biblioteca Braille Dorina Nowill, por ocasião do 9º Fórum, Brasília, capital das leituras. Dia que Rosane frisou o quanto os livros infantis foram adequados à Festa da Família, uma vez que tratam de cenas familiares. Os livros Paçoca de Avô, Travessuras e A pipa que tomou banho foram recomendados por Rosane em reunião de outros professores de Biblioteca na Regional de Ensino do Guará, que chegou a contar a historinha do Paçoca de Avô.
Tudo que aconteceu na manhã do dia 12/12/2015 arrancou lágrimas de emoção da autora com várias situações e depoimentos, culminando  na hora da entrevista tão bem conduzida pelos alunos, com uma dinâmica-surpresa em cada pergunta. Eis a cópia do roteiro que gerou esse momento encantador:
" Bom dia a todos
Nós somos  do 4º   ano C, da professora Maíra. Ficamos responsáveis por fazer a entrevista à autora Dinorá Couto.  Será feita de uma forma diferente, acontecerá da seguinte forma:
Sortearemos um número na caixa que corresponderá a uma pergunta no envelope. A pergunta será lida por um aluno da nossa turma. A autora responderá e assim seguirá a entrevista. As perguntas foram feitas pelos alunos, com a ajuda da professora.
Em nome da Escola classe 03 do Guará, agradecemos, desde já, a presença da autora Dinorá.
Quando você começou a escrever suas histórias? Na sua infância você já gostava de escrever?
Em que dia ou em quem você se inspira para escrever? Quais são seus temas favoritos?
Qual seu livro mais vendido? Algum deles considera especial?
Como era a sua infância?
Você tem quantos livros publicados? Qual foi seu primeiro livro?
Como é ser homenageada pelos seus trabalhos?
O que você mais gosta nas suas próprias histórias? Você já escreveu poesias?
Os personagens do livro Travessuras foram baseados na sua família? Como é a sua família?
Como é trabalhar com os deficientes visuais?
Quanto tempo leva para um livro ficar pronto?
Quais são seus próximos planos? Você já tem algum livro em andamento?
Como é feita a escolha das ilustrações do livro?"

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também