Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Dom Lara - Vida de Amor, Testemunho de Caridade - novo livro da escritora Margarida Drumond

Dom Lara - Vida de Amor, Testemunho de Caridade - novo livro da escritora Margarida Drumond

Literatura por em 2015-12-30 08:31:15
Redentorista Dom Lara é tema de novo livro de Margarida Drumond.
 
Aconteceu no dia 18 de dezembro de 2015, no Salão Paroquial, em Cel. Fabriciano/MG, o lançamento do mais novo livro da escritora, professora e jornalista Margarida Drumond de Assis, o documentário biográfico DOM LARA: VIDA DE AMOR, TESTEMUNHO DE CARIDADE, sobre Dom Lelis Lara, C.Ss.R., da Diocese de Itabira – Cel. Fabriciano, na qual ele, hoje bispo emérito, serviu por vinte e cinco anos.
O novo livro de Margarida Drumond é o 15º de sua coleção, entre romances, poesias, crônicas e outros gêneros literários, sendo a quarta biografia que escreve. Conforme ela revela, sua predileção é o gênero romance, mas se alegra pelo dom de criar variadas obras, uma delas já roteirizada para o cinema – Aconteceu no cárcere – roteiro cinematográfico. Em julho de 2014, terminou o romance Doce complicação, obra que pretende lançar em 2016. 
O evento de lançamento de Dom Lara: vida de amor, testemunho de caridade, aconteceu com pleno êxito de público e venda, contando com presença de amigos de Margarida e de Dom Lara, os da região do Vale do Aço – Timóteo, Cel. Fabriciano e Ipatinga -  e também os que vieram de várias cidades, como Juiz de Fora, Divinópolis e Belo Horizonte, além de outros do estado do Espírito Santo. Dentre os presentes, os Bispos Dom José Belvino Nascimento, Dom José Carlos Campos, de Divinópolis;  Dom Hugo Cavalcante, de Uberaba; vários sacerdotes, como Pe. Vanderlei Souza, Juiz de Fora; Pe. Maikel Dalbem, Rio de Janeiro; seminaristas e o Provincial da Província do Rio de Janeiro, Pe. Américo de Oliveira, à qual pertence o redentorista Dom Lelis Lara, que no dia 19 de dezembro completou 90 anos de uma vida dedicada ao acolhimento, a uma vida de amor e caridade inteiramente para a Igreja. 
No dia 19, data natalícia, aconteceu a missa solene, com presença de centenas de fiéis que lotaram a Co-catedral São Sebastião e de membros do clero, dentre os quais, o Arcebispo da Arquidiocese de Mariana, Dom Geraldo Lyrio da Rocha; emérito da Diocese de Itabira – Cel. Fabriciano, Dom Odilon Guimarães; e o bispo diocesano Dom Marco Aurélio Gubiotti.  No dia 20, o lançamento do livro foi em Itabira, sede da Diocese, onde além de centenas de fiéis, estavam presentes o bispo diocesano Dom Marco Aurélio  e o bispo emérito de Oliveria/MG, Dom Francisco Barroso, muitos padres e seminaristas.
Serviço
Dom Lara: vida de amor, testemunho de caridade, 536 págs, editado pela Scala Editora, Província do Goiás, Goiânia/GO, tem distribuição pela Distribuidora Loyola, São Paulo; está disponível na Paróquia São Sebastião Cel. Fabriciano e livrarias do Vale do Aço; podendo também ser adquirido com a autora – Tel. (61) 9252-5916 margaridadrumond@gmail.com Veja: www.margaridadrumond.vai.la e http://www.blogspot.com.br   
                                Um canto a Dom Lelis Lara
 Margarida Drumond de Assis
Há pessoas que se apresentam em nossa caminhada e deixam marcas indeléveis. Não as esquecemos, pois ficam incrustadas em nosso ser, tão forte é a sua luz. É o caso de Dom Lelis Lara, Bispo Emérito da Diocese de Itabira - Cel. Fabriciano, ele que, após 25 anos de trabalho nesta Igreja particular, dos quais 19 como Bispo Auxiliar de Dom Mário Teixeira Gurgel, e 6 como Bispo Titular da Diocese, permanece conosco. 
Mineiro de Divinópolis, do dia 19 de dezembro de 1925, filho de Joaquim Martins Lara e Maria José Lara, numerosa família criada nos princípios cristãos, Lelis Lara, carinhosamente chamado Lelinho, bem cedo entrou para o convento dos redentoristas. Contava ainda 12 anos de idade e foi levado pelos pais ao convento em Congonhas do Campo, só voltando à casa paterna quase dez anos depois. A saudade dos pais, especialmente da carinhosa mãe, batiam forte, mas para ele que iniciara sua caminhada vocacional aos sete anos, quando levantava bem cedo para ajudar os franciscanos, como coroinha na primeira missa do dia, a alegria do contato com o ambiente religioso e o serviço à Igreja suplantavam tudo. 
Hoje, ao celebrarmos seus 90 anos de vida, rendemos graças por tanto que ele semeou vida a fora, e continua a fazê-lo, desde o seu tempo em Congonhas, passando por Juiz de Fora, onde foi ordenado presbítero; sua ida para Roma, no sentido do aprofundamento de estudos; sua volta pregando Missões no Sul de Minas; seus mais de dez anos no Seminário da Floresta em Juiz de Fora; até que, fechado o Seminário, foi enviado como Pároco para Cel. Fabriciano, onde aqui está, por opção que fez de permanecer nesta cidade que ele escolheu como sua.
Junto ao aniversário de Dom Lara, celebramos neste instante também seus 69 anos de Profissão Religiosa, professada no dia 2 de fevereiro de 1946, entrando em definitivo para a Congregação Redentorista, Província do Rio de Janeiro. Também em 2 de fevereiro, na Igreja da Glória em Juiz de Fora, foi ordenado sacerdote, como fiel discípulo de Santo Afonso, isto há 64 anos. Em seguida, nessa mesma data, em 1977, em Cel. Fabriciano, foi sagrado como o mais novo dos seguidores do apóstolo Pedro, portanto Bispo há 38 anos. Dom Lara chegou a Cel. Fabriciano em 1971, uma época pós-conciliar de grande laicização, consequentemente uma igreja bem vazia. Mas ele, com seu carisma, seu amor aos mais necessitados, seu acolhimento às pessoas, cativou a todos, e a igreja foi crescendo novamente. Muito fez Dom Lara pela Diocese, especialmente pela região da Baixada, o Vale do Aço, sendo a “menina de seus olhos’ a Cidade do Menor”, hoje Cidade dos Meninos. Sobressai nele o Acolhimento  aos que ainda hoje o procuram para uma orientação ou simplesmente para conversar; sua entrega às causas sociais, em bem do povo; sua preocupação com a  educação, valorizando a arte, a cultura, grande músico organista que é.
Assim, Dom Lara, receba hoje nosso carinhoso abraço e o nosso reconhecimento por tanto que já nos deixou como legado de sua vida e pastoreio. Deus o abençoe com mais anos de vida e saúde. Nós o admiramos muito e somos gratos pela sua vida entre nós. Obrigada Dom Lara.
Brasília, 4 de dezembro de 2015.


Fonte - Margarida Drumon de Assis
Foto Divulgação



Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também