Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Geral > Combate ao zika vírus

Combate ao zika vírus

Geral por Betty Silberstein em 2016-02-12 19:34:48

    

Neste sábado (13/02/2016), uma grande ação nacional será feita para tentar barrar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da zikadengue e chikungunya. A ação acontece em todo o Brasil.

A partir das 8 horas da manhã, cerca de 220 mil agentes de saúde e militares da Marinha, Exército e Aeronáutica vão entrar em ação em mais de 350 cidades brasileiras. A própria Presidente Dilma Rousseff participará do mutirão de combate junto com seus 32 ministros. 

O cronograma desenvolvido pelo Ministério da Defesa conta com quatro fases. Na primeira, os militares das Forças Armadas percorreram quase 24 milhões de imóveis - em 4,2 mil municípios - em busca de criadouros do mosquito. Destes, 3,6% apresentaram infestação. 

Na etapa atual da mobilização, o foco dos militares é em medidas educativas de controle. “Eles vão bater às portas das casas e fazer um trabalho de esclarecimento e orientação, criar uma consciência elevada sobre o problema”, afirmou o Ministro da Defesa, em nota.

Na fase seguinte, as equipes sairão em busca de criadouros e aplicarão larvicidas e inseticidas nos domicílios e prédios públicos, comerciais e industriais. 

Já no quarto estágio da ação, palestras de orientação serão ministradas pelos militares em escolas públicas. 

Desde o início do mês, o governo federal autorizou a entrada forçada dos agentes públicos de combate para a vistoria em domicílios particulares, públicos e até em imóveis abandonados. 

Zika Vírus: um mosquito não é mais forte que um país inteiro.

Este é o slogan do Governo Federal para a campanha de combate ao zika vírus, que vem causando o surto de microcefalia no Brasil.

 

Você sabia?

- Eliminar os criadouros potenciais do mosquito é a principal medida contra as doenças.

- É importante permitir e acompanhar a visita do agende de saúde na sua casa.

- Cada fêmea coloca mais de 100 ovos por vez.

- Os ovos podem durar um ano e meio fora da água.

- Só as fêmeas picam as pessoas. Elas precisam de sangue para amadurecer os ovos.

Como combater

  • Não deixe água acumulada sobre a laje;

  • Vire todas as garrafas com a boca para baixo, evitando o acúmulo de água dentro delas;

  • Feche bem o saco de lixo e deixe-o fora do alcance de animais;

  • Mantenha a caixa d’água bem fechada;

  • Coloque no lixo todo objeto não utilizado que possa acumular água;

  • Mantenha bem fechados tonéis e barris d’água;

  • Troque a água dos vasos de plantas aquáticas e lave-os com escova, água e sabão uma vez por semana;

  • Lavar semanalmente, principalmente por dentro, com escova e sabão, os utensílios utilizados para guardar água em casa, como jarras, garrafas, potes e baldes;

  • Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada.

Fique atento aos sintomas da dengue

A forma clínica clássica caracteriza-se pelos seguintes sintomas:

  • Febre alta, com duração de 2 a 7 dias;

  • Dor de cabeça;

  • Dor no corpo e nas juntas;

  • Dor atrás dos olhos;

  • Manchas vermelhas pelo corpo.

Quem tem diagnóstico de dengue deve ficar atento ao surgimento dos sintomas a seguir:

  • Dores fortes e contínuas na barriga;

  • Vômitos persistentes;

  • Sangramento por nariz, boca e gengivas;

  • Sede excessiva e boca seca.


Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também