Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Eventos > Ano Novo Chinês

Ano Novo Chinês

Eventos por Betty Silberstein em 2016-02-13 23:54:18
               


Enquanto a maioria dos países segue o calendário gregoriano, a China segue o lunar. Isso faz com que as comemorações do Ano Novo caiam, a cada ano, em uma data diferente do calendário gregoriano.

As comemorações do Ano Novo chinês duram 15 dias.

Os primeiros registros das comemorações do Ano Novo têm aproximadamente 2.000 anos.

As cores oficiais da data são o vermelho, o dourado e o roxo. 

A dança do dragão é muito popular durante as celebrações. Para os chineses, o mítico animal é dotado de poder, riqueza e sabedoria. Ele traz boa sorte e fortuna para todos. 

As residências e estabelecimentos comerciais são sempre limpos dias antes do Ano Novo para botar o azar para fora. Mas nunca se deve limpar a casa no dia de Ano Novo, pois pode-se varrer também a boa sorte.

Nessa data, é comum os mais velhos presentearem os mais jovens e os solteiros com envelopes vermelhos (chamados hong bao) com uma espécie de “dinheiro da sorte”. Detalhe: a etiqueta manda que não se abra o envelope na frente de quem o deu. 

À meia-noite, costuma-se deixar todas as portas e janelas abertas para a má sorte sair.

Outra superstição: não se dizer palavrões e não se pronuncia a palavra quatro. O número quatro tem a mesma pronúncia de morte.

O almoço do dia de Ano Novo é normalmente vegetariano. A explicação está no fato de que, sendo um dia dedicado a homenagear os deuses do Céu e da Terra, não se deve comer ou matar animais.

É comum, no Norte da China, preparar guiozas recheadas com moedas. Quem as comer, teria sorte durante todo o ano vindouro.

Entre os mais ricos, o banquete de Ano Novo chinês inclui ovos podres cozidos e sopa de ninho de andorinha.

Os pratos variam um bocado de região para região, mas é comum servirem sopas, guiozas, macarrão, etc. Os doces costumam ser servido em embalagens vermelhas.

Assim como no réveillon ocidental, as felicitações e queima de fogos acontecem sempre à meia-noite.

Reza uma lenda que existia uma criatura que aparecia a cada 12 meses para devorar humanos, especialmente crianças. A criatura, porém, tinha aversão a ruídos e à cor vermelha, daí a tradição de soltar fogos e usar o vermelho na decoração durante o Ano Novo.

A cada feriado de Ano Novo, mais de 300 milhões de pessoas viajam pela China para suas terras de origem e para visitar a família, o que constitui o maior movimento migratório do planeta.

O feriado prolongado paralisa quase todo o país. O fechamento de fábricas e a paralisia dos meios de produção acaba criando uma grande dor de cabeça para os grandes importadores de produtos made in China. Outro problema é o fato de que, graças aos incentivos do governo, muitos desses trabalhadores permanecem no campo, afetando a produção das empresas onde trabalhavam. Aflitos, os importadores chegam a levar as suas produções para países como Indonésia, Tailândia e Vietnã.

O Ano Novo não é comemorado somente na China, mas em diversos países e cidades com populações significativas de origem chinesa. Exemplo: Singapura, Malásia, Indonésia e em algumas partes dos Estados Unidos (Los Angeles, Nova York e Seattle) e Canadá (Vancouver).

No Brasil, as maiores festividades pelo novo ano ocorrem no bairro da Liberdade, tradicional reduto oriental da cidade de São Paulo

O encerramento das comemorações de Ano Novo ocorre com uma festividade chamada Festival das Lanternas.

 

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também