Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Geral > Dia Internacional do Maçom

Dia Internacional do Maçom

Geral por Betty Silberstein em 2016-02-21 23:22:42

                 

Maçonaria – forma reduzida e usual de franco-maçonaria – é uma sociedade discreta e não secreta, como alguns querem fazer crer. De caráter universal, cujos membros cultivam a humanidade, os princípios da liberdade, democracia, igualdade, fraternidade e aperfeiçoamento intelectual, sendo assim uma associação iniciática, filosófica, progressista e filantrópica. Seu adjetivo é o maçônico e maçônica.

A maçonaria é, portanto, uma sociedade fraternal, que admite todo homem livre e de bons costumes, sem distinção de raça, religião, ideário político ou posição social. Suas principais exigências são que o candidato acredite em um princípio criador, tenha boa índole, respeite a família, possua um espírito filantrópico e o firme propósito de tratar sempre de ir em busca da perfeição, aniquilando seus vícios e trabalhando para a constante evolução de suas virtudes.

Os maçons estruturam-se e reúnem-se em células autônomas, designadas por oficinas, ateliers ou (como são mais conhecidas e designadas) lojas.

O nome "maçonaria" provém do francês maçonnerie, que significa "construção", "alvenaria", "pedreira". O termo maçom – ou mação em português de Portugal segundo o Aurélio – provém do inglês mason e do francês maçon, que quer dizer 'pedreiro', e do alemão metz, 'talhador de pedra'. Os termos maçom/mação, portanto, são lusitanizações do francês; maçonaria, por extensão, significa "associação de pedreiros" (ou, mais exatamente, "obreiros").

A Maçonaria Universal, regular ou tradicional, é conduzida pela via sagrada, independentemente do seu credo religioso, trabalha na sua Loja sob a invocação do Grande Arquiteto do Universo, sobre o livro sagrado, o esquadro e o compasso. A tolerada presença de mais do que um livro sagrado no altar de juramento, reflete exatamente o espírito tolerante da maçonaria universal e regular.

Grande Arquiteto do Universo, etimologicamente, se refere ao principal Planejador e Criador de tudo que existe, inclusive do mundo material (demiurgo) independente de uma crença ou religião específica.

Assim, 'Grande Arquiteto do Universo' ou 'G.A.D.U.' é a designação maçônica para um Ente superior, planejador e criador de tudo o que existe. Com esta abordagem, não se faz referência a uma ou outra religião ou crença, permitindo que muçulmanos, católicos, espíritas, judeus, protestantes, e outros, por exemplo, se reúnam numa mesma Loja maçônica. Para um maçom de origem católica, por exemplo, G.A.D.U. o remete a Deus, enquanto que para um muçulmano se referiria a Alah que, afinal, também é Deus. Assim as reuniões em Loja podem congregar irmãos de diversas crenças, sem invadir ou questionar seus conteúdos, porque não permite discussões de caráter religioso sectário.

Apesar da maçonaria estar presente no Brasil desde a Inconfidência Mineira no final do século XVIII, a primeira loja maçônica brasileira surgiu filiada ao Grande Oriente da França, sendo instalada em 1801 no contexto da Conjuração Baiana. A partir de 1809 foram fundadas várias lojas no Rio de Janeiro e Pernambuco e em 1813 foi criado o primeiro Grande Oriente Brasileiro sob a direção de Antonio Carlos Ribeiro de Andrada e Silva.

Alguns maçons famosos (apenas alguns, pois eles são MUITOS e jamais caberiam em tão pequeno espaço!):

Ademar de Barros - Américo Brasiliense - Anwar El-Sadat - Artur Bernardes - Auguste Comte - Bach - Barão de Jaceguai - Barão do Rio branco - Beethoven - Benjamin Constant - Bernardino de Campos - Frei Caneca - Carequinha - Carlos Gomes - Castro Alves - Czar Pedro I da Rússia - Debussy - Mal. Deodoro da Fonseca - Duque de Caxias - Eleazar de Carvalho - Epitácio Pessoa - Franz Liszt - Mal. Floriano Peixoto - Franz Liszt -  Frederico II, Rei da Prússia - Freud - Goethe - Gustav V (Rei da Suécia) - Haydn - Hermes da Fonseca - Ingmar Bergman - Itzhak Rabin - Jânio Quadros - Joaquim Nabuco - José Bonifácio de Andrada e Silva - Júlio Mesquita - Jung - Lamartine Babo - Luiz Gonzaga - Marquês de Sapucaí - Menachen Begin - Mendelssohn - Menotti Del Picchia - Mozart - Napoleão Bonaparte - Nathan Rothschild - Nilo Peçanha - Oscarito - D. Pedro I - Pestalozzi - Pixinguinha - Prudente de Morais - Pushkin - Quintino Bacaiúva - Rangel Pestana - Robert Burns - Rui Barbosa - Salvador Allende - Schubert - Simon Bolívar - Thomas Mann - Tomás Antônio Gonzaga - Tolstói - Vicente Celestino - Victor Brecheret - Venceslau Brás - Visconde de Taunay - Visconde do Rio Branco - Washington Luís.  

 

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também