Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Poema de Nauro Machado

Poema de Nauro Machado

Literatura por Diego Mendes Sousa em 2016-03-24 22:11:12

Nauro Machado (1935-2015) - O Silêncio do Poeta do Maranhão

O casal-intelectual Arlete Nogueira da Cruz e Nauro Machado, na comemoração dos 80 anos de vida do grande escritor

 

Nauro Machado deixou uma vasta obra poética (Foto: Divulgação)

(Nauro Machado morreu em novembro de 2015, uma das maiores personalidades da história literária e cultural do Maranhão. Poeta cujo gênio dialogou com grandes nomes do seu tempo como Josué Montello, José Chagas, José Sarney e Ferreira Gullar)

==============

 

UM OCEANO PARTICULAR

 

Nada, nada, pois tudo é um nado em nada

A transbordar pelas bordas de um mundo

Inacessível às nossas mãos na água:

Para bebê-la ou para atravessá-la,

Não temos boca e nem mais os braços.

Nada, nadador, nada como um náufrago!

 

( O BALDIO SOM DE DEUS [2015] foi o último livro de poemas publicado por Nauro Machado, que prova que todo grande Poeta é também Profeta)

 

=============

Poema de Nauro Machado

Minuta de Diego Mendes Sousa

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também