Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Eventos > A sagração do escritor e procurador federal Lúcio Picanço Facci na Academia Fluminense de Letras. Confira.

A sagração do escritor e procurador federal Lúcio Picanço Facci na Academia Fluminense de Letras. Confira.

Eventos por Alberto Araújo em 2016-04-02 22:21:28


O Procurador Federal e escritor Lúcio Picanço Facci tornou-se, em 10 de março de 2016, o novel  Membro Titular da Academia Fluminense de Letras, empossado na Cadeira nº 48 que tem por Patrono Aureliano de Sousa e Oliveira Coutinho (Visconde de Sepetiba),  ocupada por um dos fundadores da AFL, em 1917, Melchiades Picanço, (bisavô de Lúcio Picanço). 


Demonstrando que a cultura e o pendor para as Letras é apanágio inerente à família Picanço, a Cadeira  nº 48 foi passando,   por  justo mérito, aos demais valores geracionais do tradicional clã da cultura fluminense até chegar a Lúcio Picanço Facci.  Isso porque, depois  de Melchiades Lúcio Picanço, assumiu o mesmo posto na aludida Academia Fluminense  de Letras.  Seu tio-avô Macário Picanço e, a seguir, seu avô Aloysio Tavares Picanço, assumiu também aquele posto acadêmico no dia 26 de abril de 1995, sob a presidência do saudoso Edmo Rodrigues Lutterbach, sendo recepcionado pelo Dr. Togo Póvoa de Barros.


Curioso é ressaltar que, por um desses lances premonitórios do destino,  o diploma honorífico, na ocasião da posse de Aloysio Picanço, foi-lhe justamente entregue pelo jovem neto Lúcio Picanço.  Agora este, por seus próprios méritos,  torna-se titular de uma cadeira, que preserva a lembrança da memória e da tradição familiar.  Portanto, representou um fato inédito a sagração desse  jovem membro dos Picanço.


A solenidade foi presidida pelo Acadêmico Dr. Waldenir de Bragança. Compuseram a mesa, a secretária geral Márcia Maria de Jesus Pessanha; as personalidades acadêmicas: Eneida Fortuna Barros - Vice-presidente da AFL; Aidyl de Carvalho Preis - Presidente da ASPI-UFF; Cleber Francisco Alves da Vice-presidente da Academia de Petrópolis; Wilson Madeira Filho da Faculdade de Direito da UFF; Matilde Carone Slaibi Conti - Presidente do CFHL; acadêmico Monsenhor Elídio Robaina; Paulo Facci da Irmandade São Vicente de Paulo e o acadêmico Gentil Moreira de Sousa.


Dando início à cerimônia, foi executado através de gravação, o Hino Nacional. Os Acadêmicos Alba Helena Corrêa, Maria do Carmo e Luiz Carlos Albuquerque conduziram até a mesa o novo membro eleito para Cadeira nº 48.


A saudação ao novo imortal foi feita pela acadêmica e secretária geral da AFL, Márcia Maria de Jesus Pessanha. A Intelectual do Ano proferiu um excelente discurso e emocionou o público presente.


Iniciou destacando a importância do dia 10 de março de 2016 para posse de Lúcio Picanço Facci:


"Hoje é a data do aniversário de seu avô, Dr. Aloysio que completaria 94 anos. Data sempre celebrada anualmente pelos familiares e agora a celebração se repete com sua entrada nesta academia, sob as bênçãos do seu bisavô, seu tio avô e seu avô, que espiritualmente nos ajudam a recebê-lo nesta casa. É como se Dr. Aloysio aqui estivesse sorrindo, orgulhoso de ver você  tomando posse".


Em sua fala,  ela destacou o talento literário, a discrição e a prudência do novo membro da AFL, Lúcio Picanço, que na homenagem póstuma no IAB disse: “É muito difícil exprimir em palavras o que foi o meu avô para a minha vida e a minha formação profissional”.


Por essas sutis palavras de Lúcio, ela complementou e citou o fragmento da escritora Nélida Pinõn em seu livro O pão de cada dia quando diz: “Meu avô é a minha narrativa”.


Enquanto discorria suas palavras no púlpito, iam sendo projetados slides que mostravam fotos de ocasiões marcantes da vida de Lúcio Picanço, do patrono, dos antecessores.


Márcia encerrou a oração dizendo: "Junte-se pois a nós, Lúcio Picanço Facci, dando continuidade à caminhada de seus antecessores na Cadeira nº 48, Patronímica de Visconde de Sepetiba com grandeza de propósitos, pureza da inspiração e com a luz de sua capacidade.  Caminhe conosco pelos caminhos das Letras e da História de nossa Egrégia Academia Fluminense de Letras".


Após a leitura do Termo de Posse pela secretária geral da AFL, Márcia Pessanha, o novo empossado, Lúcio Picanço Facci assinou o livro de registro.


Para fazer as honras e colocar no novo acadêmico na Cadeira nº 48 o colar  o símbolo emblemático da academia e o diploma,  foram convidados a subir ao palco, a tia Lúcia Picanço e a esposa Flávia Rebello Gomes Victer Facci, com quem é casado e tem os filhos trigêmeos Eduardo, André e Laura Victer Picanço Facci.


Após cumprimentos,  Lúcio Picanço Facci proferiu discurso de posse em louvor ao seu patrono e seus antecessores. Em sua oração, o acadêmico enalteceu a trajetória de Visconde de Sepetiba, ressaltando a sua importante atuação e  de seus antecessores em Niterói.


A cerimônia se revestiu ainda da mais fraterna convivência, consolidando o grande elo formador da corrente intelectual  transmitida de geração a geração.


Encerrando a cerimônia de posse, o mais novo acadêmico, então empossado, convidou os amigos para um delicioso coquetel.


Esta revista cultural que há 5 anos com os olhos e com a alma  se volta para a cultura fluminense esteve presente e trouxe para você as imagens comprobatórias.


Confira tudo no link do Canal You Tube:


Clicar aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=aYk_vbMnEO4   



Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também