Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Shows > Isabella Taviani homenageia Carpenters em novo disco - Álbum tem participações de Dionne Warwick e Monica Mancini. Confira.

Isabella Taviani homenageia Carpenters em novo disco - Álbum tem participações de Dionne Warwick e Monica Mancini. Confira.

Shows por Alberto Araújo em 2016-04-12 20:28:59

Cantora homenageia Karen Carpenter, grava seu primeiro trabalho só como intérprete e conta com a participação de Dionne Warwick.

Os Carpenters foram um dos grupos de maior sucesso da história da música pop, lançando entre 1969 e 1983 canções doces e românticas que embalaram corações nos quatro cantos do planeta. O piano e os arranjos de Richard e a voz encantadora de Karen Carpenter são apreciadas até hoje pelos fãs de música pop.


No dia 30 de abril de 2016, Isabella Taviani inicia a turnê de divulgação de seu novo trabalho, Carpenters Avenue, no qual relê 14 músicas do repertório dos Carpenters. O show será realizado no Tom Brasil. Antes, ela participará de dois shows no Brasil de Dionne Warwick, que marcou presença neste novo CD.


No dia 28 de abril em São Paulo (Citibank Hall) e no dia 29 de abril no Rio (Theatro Municipal), Isabella cantará com Dionne no show da consagrada cantora americana exatamente a música que as duas gravaram juntas. Trata-se de “(They Long To Be) Close To You”, um dos maiores sucessos dos Carpenters e que é de autoria do genial Burt Bacharach, grande mentor da carreira de Dionne.


Fã dos irmãos Carpenter desde criança, Isabella teve a ideia de gravar um álbum só com músicas do repertório dos Carpenters em 2010. O álbum traz 14 faixas, sendo oito gravadas no Brasil e seis em Los Angeles (EUA), indo de hits como “We’ve Only Just Begun”, “(They Long To Be Close To You)” e “Only Yesterday” a adoráveis lados B como “Eventide”, “Sometimes” e “Love Me For What I Am”. Consagrados músicos brasileiros e americanos participaram dos arranjos e das gravações.


Em “Sometimes”, temos a participação vocal de Monica Mancini, filha do célebre maestro Henri Mancini, que é autor desta canção em parceria com a irmã de Monica, Felice. De quebra, foi incluída na gravação o piano tocado por Henri na demo original enviada aos Carpenters em 1971. O CD é um sonho que Isabella Taviani acaba de concretizar, uma bela homenagem à saudosa Karen Carpenter (que nos deixou precocemente aos 32 anos, em 1983) que agora será partilhado com todos os seus fãs.





UM POUCO SOBRE ISABELLA TAVIANI



Filha de pianista clássica e neta de cantor de ópera, cursou canto lírico por seis anos e teatro na Casa das Artes de Laranjeiras (CAL). Desde então, desenvolve um estilo que cativa a todos pela força e melodia envolvente de suas composições.


No primeiro cd lançado em 2003, quatro hits estouraram nas rádios de todo o Brasil: Foto Polaroid, Digitais, “Canção Para um Grande Amor” e “De Qualquer Maneira. Sua grande estréia foi no lendário palco do Canecão onde mostrou toda sua capacidade de interpretação e de comandar multidões, foi neste palco que a cantora gravou o CD e DVD “Isabella Taviani – Ao Vivo(2005).


Em 2006 recebeu o convite, e desafio, da regravação especial de “Viramundo” (Gil e Capinam) para a trilha sonora da minissérie Amazônia, da Rede Globo. Em 2007 lançou o terceiro disco – “Diga Sim” embalado por dois temas de novelas da Rede Globo, Luxúria e Ternura.


Em 2009, foi lançado “Meu Coração não quer viver batendo devagar” foi quando Isabella inaugurou uma nova fase de composição; nascia aí a idéia de parcerias nas canções com Dudu Falcão, Zélia Duncan e Jorge Vercillo.


 


“Verso e frente, eu sou mesmo assim”, canta Isabella Taviani na quase-faixa-título de seu quinto disco, o independente “Eu Raio X”, lançado em 2012. O disco trouxe um novo conceito musical na carreira da artista. O projeto partiu da ideia de mostrar Taviani exposta, desnuda de grades e distâncias em relação ao ouvinte. por isso a idéia de raspar os cabelos no momento das fotos para a capa. “Eu Raio X”, canção que inspirou o título do álbum, é de autoria da compositora mineira Myllena, parceira de outras 4 faixas.


O álbum produzido por André Vasconcellos traz canções que falam de amor, relacionamento e comportamento. “A canção que faltava” está na trilha sonora de “Flor do Caribe” embalando um casal da trama da Rede Globo.




APOIO NA DIVULGAÇÃO.


 




 

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também