Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Artes Plásticas > A Sala José Cândido de Carvalho abre suas portas, para uma exposição assinada por uma criança. Com curadoria de Desirée Monjardim.

A Sala José Cândido de Carvalho abre suas portas, para uma exposição assinada por uma criança. Com curadoria de Desirée Monjardim.

Artes Plásticas por Alberto Araújo em 2016-05-04 20:10:40

                

A Sala José Cândido de Carvalho (SJCC) abre suas portas, pela primeira vez, para uma exposição assinada por uma criança. Com curadoria de Desirée Monjardim, a mostra "Pintando Tudo", do menino artista Arthur Goulart, de 9 anos, estreia no dia 03 de maio, terça-feira, às 19h, no local, onde fica em cartaz até 06 de junho. A visitação vai de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, com entrada franca.

 

Quando somos crianças, uma das primeiras formas que usamos para nos comunicar é o desenho. Com o tempo, a arte do rabisco fica de lado para dar vez, as palavras. Mas, como todo caso tem uma exceção à regra, temos o Arthur Goulart, uma criança artista ou um artista criança, que não deixou para trás a técnica de se expressar, através da pintura, pelo contrário, se aprofundou. Entre traços grossos e finos, o jovem artista plástico, coloca em telas, o que pensa e o que vê, ora em imagens simples, ora complexas.

 

 

 

Antes de se comunicar através da escrita a criança o faz através de imagens que surgem em seu imaginário – surrealistas, rudimentares, complicadas, simples ou com traços e cores fortes – imagens essas que ela vai gradativamente abandonando à medida que cresce.

 

Arthur, esse menino de nome de rei, de cavaleiro da Távola Redonda, fugiu à regra: ele continua criando imagens, colocando todo o seu riquíssimo mundo interior nas telas que pinta e pinta e pinta, mas continuando criança, simples e admirável.

 

Lembro-me de frase de André, Breton (apud De Fusco, História da arte contemporânea, p. 192) sobre Miró, artista que se inspirou tanto no simbolismo infantil: "Talvez não haja em Juan Miró mais que um desejo, o desejo de se entregar para pintar e apenas para pintar"

 

O que também faz Arthur...

 

Isis Fernandes Braga

Doutora em Artes Visuais/PPGAV/EBA/CLA/UFRJ

Doutora em Ciências/PEC/COPPE/UFRJ

Membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte/ABCA

 

 

Arthur Goulart é febril em suas pinturas, com apenas nove anos pinta tudo e me faz dividir com a Doutora Isis Braga espaço para escrever sobre seu trabalho, excepcionalmente.

 

Já sabe quem é Kandinski e outros pintores. Sem deixar de ser criança pinta os atentados e é ligado à realidade.

 

O vejo autoconsciente e penso em Manoel de Barros, que tive o privilégio de conhecer e que vai ao mundo infantil. Dois corações que se encontrariam naturalmente.

 

Em 18 anos de curadoria na Sala José Cândido de Carvalho é a primeira vez que abro espaço para a obra de uma criança.

 

Desirée Monjardim

Gravadora , pintora e curadora

 

 

 

Serviço

 

Exposição “Pintando Tudo”, de Arthur Goulart

Curadoria: Desireé Monjardim

Estreia: 03 de maio, às 19h

Visitação: até 6 de junho. De segunda a sexta-feira, das 9h às 17h

Classificação: livre

Entrada Franca

 

Local: Sala Joé Cândido de Carvalho (SJCC)

Endereço: Rua Presidente Pedreira, 98, Ingá- Niterói

Informações: 2621-5050

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também