Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Artes Plásticas > REZAS DO BRASIL - as tênues fronteiras entre o sagrado e a arte. Fotografias de Raphaele Palaro

REZAS DO BRASIL - as tênues fronteiras entre o sagrado e a arte. Fotografias de Raphaele Palaro

Artes Plásticas por Sandra Hasmann em 2016-05-13 19:09:15

Nome da exposição: Rezas do Brasil

Nome do artista: Raphaele Palaro

Quantidade de obras: 10 obras

Curador da exposição: Paco de Assis

Período da exposição: 16/05 a 05/06/16

Vernissage: 16/054/16

Horário de funcionamento:

Almoço

Terça a sexta: 12:00h a 15:00h

Sábado, Domingo e feriado: 13:00h a 16:00h

Jantar

Domingo e feriado: 19:00h

a 23:30h

Terça e quinta: 19:00h a 01:00 h

Sexta e sábado: 19:00h a 01:30h

Nome do Local: JAM Jardins

Endereço: Rua Bela Cintra, 1929 – Consolação – São Paulo/SP

Estacionamento: Vallet

Telefone para publicação: 11 2338 5516 / 99236 9055

_____________________________________________________________________________

Sobre a exposição,

Rezas do Brasil

O conjunto de imagens de Rahaele Palaro aponta para uma reflexão das fronteiras tênues entre o sagrado e a arte. No presente caso, a fotógrafa mergulha com delicadeza em um rito umbandista em homenagem a Iemanjá na Bahia. O resultado é uma jornada visual repleta de cores e sentidos.

Os atabaques, as flores, a água, as baianas em seus trajes brancos e a atmosfera das imagens remetem a pensar e repensar a riqueza cultural do Brasil como uma nação em que a diversidade cultural é onipresente. Nesse aspecto, as fotos captam a intensidade da cerimônia, os seus simbolismos e a entrega de seus participantes.

Plasticamente, merece destaque a sensibilidade de captar os momentos. Assim na vida como na arte, pode ser que seja nos pequenos instantes e não nos raros segundos de êxtase que a vida se manifesta na sua plenitude. Nesse aspecto, o conjunto apresentado constitui uma leitura de um estar no mundo permeada pela religiosidade.

A jornada fotográfica gera visões de entrega a uma entidade no som, nas vestimentas, nos presentes depositados no mar, na crença de estar em contato com o divino e na prática de rituais consagrados por gerações. Existe nas fotografias justamente um registro plástico de um fenômeno que se repete há séculos, mas liricamente se renova a cada nova ação.

 

Oscar D’Ambrosio é doutor em Educação, Arte e História da Cultura e Mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp.

 

OS ORGANIZADORES

CIA ARTE CULTURA

Elevar as artes a um posto de destaque é a missão da Cia Arte Cultura.

Em parceria com o Grupo JAM há 9 anos, realiza exposições mensais, contribuindo para, de uma lado, mostrar os trabalhos dos artistas a um público formador de opinião e por outro para manter os ambientes do JAM com obras escolhidas sob rigorosa curadoria.

GRUPO JAM

O espaço de gastronomia japonesa JAM Jardins (Japanese, Art, Music  - www.jam.com.br), por ter o conceito de arte no negócio, mantém uma curadoria profissional, com iluminação apropriada e outros itens necessários para a realização de exposições.

Localizado na Rua Bela Cintra, um dos pontos efervescentes de São Paulo, reúne clientes interessados em arte e formadores de opinião.

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também