Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > Centro Cultural São Paulo e Poemas à Flor da Pele

Centro Cultural São Paulo e Poemas à Flor da Pele

Cultura por em 2014-10-17 22:50:41

Foi um espetáculo emocionante, daqueles de nunca mais esquecer. 

Ali, firmei laços tão profundos com os amigos que lá estiveram, que alimentam-me a alma até hoje, aquela visão do teto coberto de rosas, acompanha-me sempre. Lá estiveram, entre tantos amigos do ORKUT, Jorge Vargas, Clau Assi, Verluci Almeida, Duda (saudades!), Mell Glitter, Fátima Queiroz, Joyce Neia, Enise, Kema O\'liver, Lúcia Gonczy e Arlete Bistocchi, alguns bem presentes ainda, outros nem tanto, mas estão todos aqui no meu coração.

Naquele momento, no mês de julho, comemorávamos 3 anos de atuação, saindo do virtual para o real. Éramos pioneiros em encontros como esses e fazíamos a grande festa da poesia. Passados 5 anos daquele dia memorável, estamos de novo em Sampa, para realizar mais um evento Poemas, onde, hoje, como Presidente da Associação Cultural Poemas à Flor da Pele, criada em 2011, e desde este ano com contrato assinado por Doroty Dimolitsas, nossa Coordenadora /SP, com o Centro Cultural São Paulo. É a glória! 

A Sala Adoniran Barbosa, com todos os equipamentos de som, luz, telão e técnicos à disposição, nos abraça e ilumina-se para promover a Arte e a Cultura. Foi divino!

Este dia 22 de agosto me emocionou. É muito talento junto, é a arte do encontro, da amizade, da música, do canto e poesia.

É muita Arte e Cultura sendo espalhada pelos ares de São Paulo, coisas que jamais pude prever lá nos meus delírios poéticos nos bate-papos do ORKUT, quando comecei, em 2006.

A Diretora Geral Poemas, Claudete Silveira, acompanhou-me, vinda de Porto Alegre (RS). Estávamos emocionadas e boquiabertas com o que conseguimos realizar. É um sonho que acontece todos os meses ali, onde, gratuitamente, levamos o melhor para o público. Vieram especialmente de outros estados representantes do grupo Poemas, tornaram-se meus cúmplices deste momento de rara beleza e emoção, entrelaçamo-nos com a amizade, a poesia e a música, e saímos todos certos de que fazemos a diferença.

A Basilina Pereira e Sigrid Spolzino Porto Pontes, de Brasília (DF), a Celma Capeche, Maria do Carmo Bomfim, Rosângela Souza Goldoni (Niterói) e Telma Moreira, do Rio de Janeiro, e o Conselheiro Pinheiro Neto de Florianópolis (SC). De São Paulo, da Associação Poemas, estiveram presentes com sua poesia, Dú Karmona, Sonia Regina Parmigiano e Eliane Bezerra.

Poemas agradece aos colaboradoras Lúcia Monteiro, Edson Monteiro e Marcos Bertazza (fotógrafos) e ao escritor e web designer Jairo Alves, que vêm, todos os meses, de São Vicente para o evento. 

Naquela noite, a escritora Madalena Daltro lançou seu livro Chiklit 2.  

Agradecemos também ao músico Bill Brasil, que brilhou com sua guitarra, junto com Li Guariglia no teclado, cantando e tocando suas músicas, entre elas “Roda Gigante”.

Júlio Cesar de Souza, ex-jogador do Corinthians, com deficiência auditiva, apresentou um concerto de piano, super especial aos presentes, junto com a belíssima e talentosa cantora Ivni Freitas. Ele falou sobre oProjeto Jogadas da Vida, que atende atualmente 200 mil crianças com dificuldades auditivas. Este foi um dos pontos altos do evento, onde todos ficaram muito emocionados com a sua exposição sobre o projeto, como foi sua trajetória como jogador, a doença que lhe acometeu, como reverteu em seu benefício e como pode, atualmente, ajudar outras pessoas, principalmente crianças. Maravilhoso!

Assistimos aos shows musicais de Seo Xico, violinista, dos músicos Rosina Santana, SP-Ramos e Marcos Antonio Fernandes Araújo. Adriano Adiala, violinista e gaitista de fama internacional, esteve imperdível e sempre que pode prestigia o Projeto Poemas à Flor da Pele. Nesta noite, acompanhou SP-Ramos e Dú Karmona em suas apresentações. Belo exemplo de generosidade.

Os poetas deram shows: Joel Oliveira, com a poesia “Alquimia”; Jorge Esteves, Mavot Sirc, Vôgaluz Miranda, Makenzo Kobayashi, Ethel Naomi, Arturo Contreras, O Gringo da Cuíca e Neuza Pommer. Bárbaros em suas performances.  

Poemas à Flor da Pele é um movimento literário que agrega todas as manifestações artísticas: teatro, música, dança e está caminhando a passos largos para os seus 9 anos. Em outubro, promete grandes novidades, em evento de rua, num monumento que está sendo restaurado. Aguardem!

Estes momentos maravilhosos me arremetem sempre ao princípio da jornada:
alguém acredita em meu sonho. Seu nome? Doroty Dimolitsas!

Soninha Porto

 

 

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também