Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > Jorge Luís Borges - O Homero de Prata. Homenagem do Focus Portal Cultural. Confira.

Jorge Luís Borges - O Homero de Prata. Homenagem do Focus Portal Cultural. Confira.

Cultura por Alberto Araújo em 2016-06-14 00:50:40

O escritor Jorge Luis Borges nasceu na capital argentina, Buenos Aires em 24 de agosto de 1899, foi um escritor, poeta, tradutor, crítico literário.  Bilíngue desde a sua infância, aprendeu a ler em inglês antes que em castelhano, por influência de sua avó materna de origem inglesa.

 
Aos seis anos disse a seu pai que queria ser escritor e aos sete escreveu, em inglês, um resumo de literatura grega. Aos oito, inspirado num episódio de "Dom Quixote" de Cervantes, fez seu primeiro conto: "La Visera Fatal". Aos nove anos, traduziu do inglês "O Príncipe Feliz" de Oscar Wilde. Teve influências: William Shakespeare, Adolfo Bioy Casares, Franz Kafka.
 
Em 1914, devido à quase cegueira total, seu pai decide passar uma temporada com a família na Europa. Em Genebra, Jorge escreveu alguns poemas em francês enquanto estudava o bacharelado (1914-1918). Sua primeira publicação registrada foi uma resenha de três livros espanhóis para um jornal de Genebra.
 
 
Em 1919, mudou-se para a Espanha e publicou poemas e manifestos na imprensa. Em 1921, retornou a Buenos Aires e redescobriu sua cidade natal, na efervescência dos anos 20. Nesse clima escreveu seu primeiro livro de poemas, "Fervor em Buenos Aires", publicado em 1923.

CLICAR NO LINK DO CANAL YOU TUBE DO FOCUS PORTAL CULTURAL
 




 
 
 
 
A partir de 1924, publicou algumas revistas literárias e, com mais dois livros, "Luna de Enfrente" (poesia) e "Inquisiciones" (ensaios), ganhou em 1925 a reputação de chefe da jovem vanguarda de seu país. Nos anos seguintes, ele se transformou num dos mais brilhantes e polêmicos escritores da América Latina.
 
Inventando um novo tipo de regionalismo, acrescentou uma perspectiva metafísica da realidade, mesmo em temas como o subúrbio portenho ou o tango. Nesta fase escreveu "Cuaderno San Martin" e "Evaristo Carriego". Mas logo se cansou desses temas e começou a especular sobre a narrativa fantástica, a ponto de produzir durante duas décadas, de 1930 a 1950, algumas das mais extraordinárias ficções do século, nos contos de "Historia Universal de la infâmia" (1935); "Ficciones" (1935-1944) e "El Aleph" (1949), entre outras.
 
Em 1937, Borges foi nomeado diretor da Biblioteca Pública Nacional, o que foi seu primeiro e único emprego oficial. Saiu nove anos depois, indignado com a inclinação fascista que estava tomando a Argentina.
 
O reconhecimento literário de Borges se solidificou em 1961 com a conquista do prêmio concedido pelo Congresso Internacional de Editores, que dividiu com Samuel Beckett. Logo receberia também prêmios e títulos por parte dos governos da Itália, França, Inglaterra e Espanha. O intelectual Jorge Francisco Isidoro Luis Borges Acevedo faleceu em 14 de junho de 1986, em Genebra na Suíça.
 
 
 
 
 OBRAS
 
 O Aleph (2008)
 Antologia Pessoal (2008)
 Atlas (2010)
 Borges Oral & Sete Noites (2011)
 Discussão (2008)
 Ensaio Autobiográfico (2009)
 Esse Ofício Do Verso (2000)
 O Fazedor (2008)
 Ficções (2007)
 História Da Eternidade (2010)
 História Universal Da Infâmia (1935) (2012)
 O Informe De Brodie (2008)
 O Livro De Areia (2009)
 O Livro Dos Seres Imaginários (2007)
 Nova Antologia Pessoal (2013)
 Nove Ensaios Dantescos &
 A Memória De Shakespeare (2011)
 Outras Inquisições (2007)
 O Outro O Mesmo (2009)
 Poesia (2009)
 Primeira Poesia (2007)
 Prólogos Com Um Prólogo De Prólogos (2010)
 Caixa Dom Quixote (2 Volumes) (2012) - Posfácio.
 


ALGUNS LIVROS DE JORGE LUIS BORGES
 
 

 

















 
 
UMA HOMENAGEM DO
FOCUS PORTAL CULTURAL

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também