Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > Diário da Poesia em Sao Gonçalo: no Jornal O Fluminense

Diário da Poesia em Sao Gonçalo: no Jornal O Fluminense

Cultura por Rogério Araujo (ROFA) em 2016-07-17 18:26:54

                

Com a intenção de levar a cultura para a população e divulgar os artistas que, mesmo sem a grande atenção da mídia, se destacam fazendo poemas, músicas, fotos e todo tipo de arte, o grupo Diário da Poesia mostra a cultura de São Gonçalo para os gonçalenses em eventos mensais e itinerantes, todos gratuitos.

Esses eventos acontecem mensalmente no restaurante Sintonia Fina, em São Gonçalo, e de forma itinerante, quando o grupo é convidado por espaços culturais e escolas para divulgar o trabalho artístico e, assim, fazem homenagens aos artistas de renome, principalmente da cidade, como Oton São Paio, Décio Machado, J. Sobrinho, Altivo Aleixo e Josias Ávila. “A cultura é o alicerce que sustenta o saber do ser humano. Sem ela, ocorre a alienação como vemos hoje. Uma criança de 10 anos não sabe quem foi Vinícius de Moraes, um adolescente não tem ideia de quem foi Drummond. Por quê? Porque as famílias esqueceram de alimentar culturalmente seus filhos, deixando-os à mercê da internet e da televisão”, confessa o idealizador do grupo, Renato Cardoso.

Neste ano, aconteceram cinco projetos itinerantes em escolas públicas e particulares, alcançando alunos de quatro a 18 anos. Renato conta que se deparou com realidades muito diferentes, mas, ao ter contato com a arte, todos ficaram igualmente interessados.  “Na escola particular, você encontra um público leitor bem maior e que, de uma certa forma, tem um acesso maior a informações culturais. Enquanto que para os alunos da escola pública aquilo é novidade, para os da escola particular, nem sempre. Porém, uma coisa é necessário ser relatada: a receptividade em ambas é ótima”, conta Renato, que revela que levar artistas da própria cidade empolga e incentiva as crianças a ler e escrever. Ver os exemplos tão perto de casa os faz acreditar muito mais no próprio potencial e os anima a participar do evento. “No Colégio Auxiliadora, no Rocha, onde fizemos uma palestra de quase três horas para alunos do Ensino Médio, tivemos total colaboração e participação dos alunos, declamando poesias e textos autorais, além da receptividade excelente por parte da direção da escola”.

O grupo Diário da Poesia foi criado em 2009, mas, por conta da falta de estrutura, encerrou suas atividades em 2010, voltando em 2014, com o auxílio de colaboradores, artistas que compartilham a mesma visão de que todos devem ter acesso à cultura, em qualquer parte do mundo. “Ficamos quatro anos com as atividades paradas, devido à falta de incentivo e estrutura e voltamos em 2014, por intermédio do jornalista J. Sobrinho, ao Restaurante Sintonia Fina, do empresário Fabio Hartmann, onde nos apresentamos sempre na segunda sexta de cada mês”, conta Renato.

Uma das pessoas que participam ativamente do projeto é Ivone Rosa, poetisa e professora, que acredita na extrema importância de trazer esse universo artístico para a criança. “Toda pessoa é um artista em potencial. As crianças são mais livres, conseguem com facilidade expressar suas emoções. É muito importante que isso seja valorizado! Pois, através dessa sensibilidade, elas leem mais, crescem interiormente, e, por conseguinte, tornam-se mais observadoras e críticas”, explica Ivone, ressaltando que, quando foi convidada para participar, achou que seria apenas uma simples visita, mas a emoção foi tanta que ela não resistiu e acabou se tornando também membro do grupo. “Acho incrível como posso emocionar através das palavras! Formado por pessoas amigas, íntegras, o grupo tem o mesmo objetivo: divulgar a arte em qualquer parte”.

Além de Ivone, eles contam com aproximadamente 50 colaboradores. Dentre eles, o poeta e fotógrafo Francisco Rodrigues, responsável pela cobertura fotográfica de todos os eventos, onde também declama seus poemas. “Acreditamos no que fazemos! Acreditamos que a arte e a cultura podem melhorar o mundo. E, com certeza, é a missão que o ‘Diário’ tem – levar arte a todos os lugares possíveis e resgatar nosso País pela cultura e pela educação – que me fez querer continuar participando. Mas, poeticamente falando, acho que sempre fui do Diário da Poesia, mesmo antes de conhecê-lo”, revela Francisco.

Para ele, participar do grupo foi uma grata surpresa que o impulsionou a exercitar algo que ele havia deixado de lado: escrever poemas. “Confesso que fiquei cerca de 30 anos sem escrever, retornando há dois. Melhorei como pessoa com a efetivação da arte e da cultura em minha vida. Todos podemos ser melhores na vida”, finaliza.

Próximo evento - No dia 12 de agosto, o Diário da Poesia vai fazer uma homenagem a Roosevelt Jardim, membro da Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciência (Aglac) no restaurante Sintonia Fina, às 19h.

Marina Lobo em 12/07/2016.

http://www.ofluminense.com.br/pt-br/cultura/palavra-que-expande-o-olhar


Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também

Publicidade