Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > Dia Mundial da Fotografia inclusivo em Brasília

Dia Mundial da Fotografia inclusivo em Brasília

Cultura por Dinorá Couto Cançado em 2016-08-21 17:34:56

 

            No mês de agosto, deficientes visuais da Biblioteca Braille Dorina Nowill tiveram um curso de fotografia e  participaram, ao final,  do FotografaçoBSB  promovido pela Coletivo Lente Cultural, bem no dia mundial da fotografia.
            Hoana Gonçalves, instrutora do curso e  parceira da Biblioteca Braille, desde a época que ela era da Globo e fez belas matérias na Biblioteca,  estuda artes Visuais na UnB e acaba de chegar da França, aperfeiçoando na arte fotográfica. Segundo Hoana  " a fotografia em nada depende das condições físicas de quem a produz, de maneira que as pessoas com deficiência visual, podem aprender a fotografar. Ensinar e incentivar uma pessoa com deficiência visual a começar a fazer fotos é uma maneira de inseri-la em rotinas de vida pouco usuais para ela, mas que podem integrá-la ao que entendemos como “vida normal”.
            Para incentivar o uso das fotografias pelas pessoas com deficiência visual,  Hoana promoveu  oficinas de fotografias na Biblioteca Braille Dorina Nowill, referência
internacional no atendimento a pessoas com deficiência visual, localizada em
Taguatinga-DF, com a supervisão geral de Dinorá Couto, consultora da Bibliobraille.
            Após o devido incentivo, foi realizada a parte prática da oficina, onde saíram para o Espaço Cultural de Taguatinga,  para realizar as fotos. O exercício era de escolher um assunto e fotografá-lo de dois ângulos diferentes, o que foi muito bem executado tanto pelos participantes que possuem baixa visão quanto pelos participantes cegos.
            Nas oficinas seguintes, Hoana seguiu com exercícios pensados de acordo com as necessidades que os participantes destacaram, como o de fazer um retrato ou um autorretrato. Falou de noções de fotografia como luz e contraluz, alcance das lentes e foco. Os exercícios eram realizados individualmente, mas, muitas vezes, contaram com o auxílio de Hoana e a ajuda coletiva dos colegas de curso ou dos professores atuantes na Biblioteca: Eliane Ferreira e Ivan Braga. Os resultados foram muito bons, gerando fotos interessantíssimas, muito diferentes das imagens que um vidente faria ao aprender a fotografar. O enquadramento foi um dos pontos da técnica fotográfica mais reforçado na oficina.
            O Coletivo Fotográfico Lente Cultural, autor da ação FotografaçoBSB,  comemorou o mês da fotografia 2016 com várias atividades e uma delas, bem criativa por sinal, interessou bastante aos deficientes visuais da Biblioteca Braille, participantes do curso, que, estimulados, compareceram nessa exposição itinerante: o Fotografaço BSB com a ação Walking Gallery, bem no dia Mundial da Fotografia, 19 de agosto, 15 horas.  Levaram uma foto autoral impressa e percorreram um tour de pontos na região central do Plano Piloto, expondo sua obra nas mãos para os transeuntes que passavam.      O Walking Gallery  ocorreu na plataforma superior da rodoviária entre o CONIC e o Conjunto Nacional. Depois até o Teatro Nacional, Eixo Monumental , terminando às 17 h na frente do Museu da República.  Leonilde Fontes, coordenadora da Biblioteca Braille e mais 2 professores atuantes na Biblioteca  acompanharam os  "novos fotógrafos" da Biblioteca Braille que, vestidos com algo amarelo, destacaram-se no público presente.
A maioria das fotos, de autoria de  Raimundo Paccó e disponibilizadas na página do Festival Mês da Fotografia comprovam o sucesso dessa ação que permitiu a inclusão, de fato. Hoana, como instrutora do curso e Noeme, como aluna, foram entrevistadas pela mídia presente nessa ação inovativa do Coletivo Fotográfico Lente Cultural.

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também