Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Máquina Mundi, nova obra de Marcelo Mourão

Máquina Mundi, nova obra de Marcelo Mourão

Literatura por em 2016-09-27 21:27:21

Máquina Mundi, nova obra de Marcelo Mourão

Livro critica as inquietações do mundo moderno

O escritor e professor de Literatura Marcelo Mourão lançará no dia 6 de outubro seu novo livro de poemas - Máquina Mundi. Publicado pela Oficina Editores, a obra pretende mostrar que o mundo moderno é cheio de inquietações, angústias e dilemas, onde se pensa muito e se sente pouco.

Inspirado na reflexão do pensador polonês ZygmuntBauman, de que nada é feito para durar, o autor diz que seus poemas falam da máquina do mundo e do mundo da máquina. Cito também outras máquinas que também têm seus problemas na atualidade: a máquina do sentimento, a do eu (ego freudiano), a máquina das interrogações (filosofia) e, claro, a máquina da poesia.

Segundo Mourão seus versos abordam os limites da pós-modernidade e da virtualidade, onde a velocidade do deletar é mais rápida do que da compreensão. O intuito é fazer com que as pessoas pensem mais sobre a realidade contemporânea. Desejo – provocar - no leitor perplexidade, estranhamento, espantos, encantamento, doçura e também bom-humor.

O lançamento, intitulado - A Festa da Amizade, acontecerá na Casa do Bacalhau (Rua Dias da Cruz, 426, Méier), das 19h às 23h e terá na programação um sarau com microfone aberto, muitas brincadeiras, homenagens e sorteio de livros e brindes. O Jornal Sem Fronteiras já confirmou a presença e fará a cobertura do evento.

SINOPSE OFICIAL DO LIVRO:

Ao longo de cinco capítulos, o livro de poemas Máquina mundi, de Marcelo Mourão, faz um mergulho profundo nas inquietações do mundo pós-moderno ou líquido, como prefere o sociólogo polonês Zygmunt Bauman. O livro explora nossa problemática relação com tecnologias num mundo em que a máquina ao invés de servir ao homem, como seria o mais indicado, vem se servindo dele mais e mais. Sendo assim, podemos dizer que a máquina do mundo vem se tornando cada vez mais o mundo da máquina. O livro investiga, na forma de poemas, o próprio mundo e as pessoas que se transformam em velocidades inimagináveis; aborda também as manifestações de amor ainda possíveis num mundo cada vez mais impessoal; depois, volta o olhar para o fazer poético, e para nossos conflitos internos, psicológicos, para, por fim, se perguntar sobre os segredos que se ocultam além do mundo sensível e o sentido último de nossa existência.

SOBRE O AUTOR:

Marcelo Mourão é professor graduado em Letras (Língua portuguesa e Literatura) e pós-graduado em Literaturas de língua portuguesa. É também poeta, escritor, crítico literário e produtor cultural. Desde 2007, participa do movimento poético carioca e de várias antologias e eventos literários dentro e fora da Internet. Tem dois livros solos publicados: - O diário do camaleão, seu primeiro de poemas, e - Temas em literaturas de língua portuguesa: os diferentes olhares, que foi sua estreia como crítico literário. Em 2016, lança seu terceiro livro (segundo de poemas) chamado - Máquina mundi.

SERVIÇO:

Lançamento do livro - Máquina Mundi: Dia 06 de outubro. Local - Casa do Bacalhau - Rua Dias da Cruz, 426, Méier. Horário - das 19 às 23 horas

Livre

Contato: polem.rio@gmail.com

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Denise Moraes

Excelente matéria sobre o mais novo lançamento do livro do meu amigo Marcelo. Desejo pleno sucesso. É uma alegria ver os amigos trilhando os caminhos do progresso. Parabéns aos amigos Marcelo e Dyandreia, pela grandiosa matéria. Denise Moraes

Publicidade

Veja também