Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > Centros Culturais celebram o Mês da Consciência Negra com ampla programação

Centros Culturais celebram o Mês da Consciência Negra com ampla programação

Cultura por em 2014-11-04 14:49:58

 O Congado, uma importante expressão cultural afro-mineira, será o foco de muitas 
atividades em novembro. No Centro Cultural Salgado Filho (CCSF), por exemplo, 
acontece, no dia 20 de novembro, um show com a cantora Elenice Zuin e uma 
apresentação de danças tradicionais com o Grupo Congá, que também produziu a 
exposição “Viva Congá: Danças Afro Mineiras”. A mostra fica em cartaz até o dia 30 de 
novembro e reúne figurinos, objetos, instrumentos e adereços presentes nos acervos 
do grupo, de forma a dialogar com características latentes da cultura negra. E ainda 
dentro dessa programação, ocorre, no dia 13 de novembro, a oficina “Desenhando 
ao som de chocalhos”, que será ministrada pelo artista visual e dançarino rondoniano 
Josias Marinho. A atividade pretende explorar o sapateado do Congado e a produção de 
imagens, por meio do uso de ornamentos corporais como a gunga e um tipo de sapato 
– carimbo. Já o Centro Cultural Pampulha recebe, no dia 23 de novembro, o 46o Festejo 
da Guarda de Congado de Nossa Senhora do Rosário do Urca, tradicional festejo da 
região. 

 A música também marca presença no Mês da Consciência Negra. O tradicional grupo 
“Meninas de Sinhá”, que retrata os problemas sociais enfrentados por mulheres no Alto 
Vera Cruz, e ainda o grupo “Rosas São Bernardo”, que resgata a memória musical a 
partir de cantigas tradicionais de roda, se apresentam no dia 9 de novembro no Centro 
Cultural Jardim Guanabara. No mesmo local, acontece os shows “Samba de João”, no 
dia 19 de novembro, que homenageia os grandes nomes do samba, e “Percuciência”, 
no dia 20 de novembro, do músico Carlinhos Ferreira, que tem como proposta uma 
experiência de musicalização através do berimbau.

 Já no Centro Cultural Padre Eustáquio, a cantora e produtora cultural Cida Reis realiza 
um bate papo, no dia 20 de novembro, sobre assuntos relacionados com o Mês da 
Consciência Negra, como a intolerância no convívio e nas redes sociais, e em seguida 
apresenta canções de seu repertório. Já o Centro Cultural São Bernardo realiza, no dia 9 
de novembro, a segunda edição do PeRiFéRiCO Samba, que recebe os grupos Toca de 

 Tatu, Quinto do Choro com o espetáculo Choro em Contextos.
Para quem gosta de cinema, o Centro de Referência Audiovisual realiza duas edições 
especiais do projeto CRAV nos Centros Culturais, com a exibição de três curtas-
metragens relacionados ao tema da consciência negra. Os filmes são “Rainha Bela”, “Natural” e “Corre”.

As atividades são variadas e integram manifestações como
o Samba, o Congado, a Capoeira, o Hip Hop, o Chorinho, Máscaras Africanas e 
outras ações culturais. São mais de 15 atividades que ocorrem em seis Centros 
Culturais. Todas as atrações são gratuitas. A programação completa está 
disponível no site www.bhfazcultura.pbh.gov.br

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também