Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Artes Plásticas > Paula Klien estreia sua primeira Mostra de Artes Plásticas, em vevereiro, na Auguststrasse de Berlim.

Paula Klien estreia sua primeira Mostra de Artes Plásticas, em vevereiro, na Auguststrasse de Berlim.

Artes Plásticas por Alberto Araújo em 2017-01-11 13:51:10

 

Após longos anos dedicados à fotografia, tendo alçado reconhecimento e consagração, especialmente, no circuito da moda, seja em campanhas e ou editorais, Paula Klien retoma uma de suas primeiras manifestações artísticas: o desenho e a pintura, paixões de infância, que, hoje, se materializam através de uma técnica bastante pessoal de pintura com nanquim. O resultado será apresentado em fevereiro, com abertura marcada para o dia 17, em sua primeira mostra de artes plásticas, intitulada “Invisibilities”, na aquabitArt gallery, em Berlim, localizada na Auguststrasse, endereço nobre onde ficam algumas das mais importantes galerias de arte do país. No total, a mostra vai apresentar dez grandes pinturas (1,14x83cm) em nanquim (Chinese ink) sobre papel, uma tela (1,80x1,48cm) utilizando a mesma técnica, dois backlights (46x36cm) com fotografias de pinturas com nanquim, e uma obra tridimensional pintada com nanquim e esculpida em espuma.

LEIA A POSTAGEM COMPLETA NO LINK:

http://focusportalcultural.blogspot.com.br/2017/01/paula-klien-estreia-sua-primeira-mostra.html

 

 

 

 

A admiração da artista pela estética alemã, ganhou desenvoltura, conceito e forma após sua imersão, em 2015, na escola de arte Kunstgut, de Berlim, com outros artistas de diferentes cantos da Europa. Não à toa que suas pinturas refletem tais predileções técnicas e estéticas, que se materializam de forma homogênea e elegante, trilhando, entretanto, linhas cruas e desprovidas de adereços, cara a arte germânica.

A objetividade e clareza, em consonância com a proposta líquida e invisível, formula a identidade da obra. Aliás, identidade é, talvez, o que mais salta aos olhos e se evidencia através dos quatorze trabalhos reunidos, que ganharam corpo e expressão a partir da fluidez do nanquim e de toda a imprevisibilidade da sua utilização, seja no espaço (suporte) ou tempo.

Segundo a artista,“O trabalho estabelece uma relação com os elementos que permeiam o tempo e sua inconstância. Reflete a falta de controle sobre os acontecimentos e  anuncia a necessidade do improviso diante dos imprevistos. Mostra a possibilidade de escolha diante das opções, incorporando o jogo, a aposta e a surpresa nos resultados. Um abstracionismo lírico conceitualizado na intenção e no acaso, na energia e no destino. Um trabalho impregnado de fé”.

A nebulosidade sempre foi uma inspiração para a artista, mantendo-a afastada da mediocridade da certeza. Daí, o gosto pela chuva e pelos dias cinzentos. Ainda em seu texto, ela diz: “Chinese ink, foi eleito para representar vagas manchas imprecisas e tudo que escorre sem que possamos agarrar em um mundo fugaz sem formas definidas. Material que interage, e propõe, aceita contraproposta, dá segundas chances e mostra caminhos. Fluido e, às vezes incontrolável, revela a vida como ela é. Em contra partida, no papel, superfície escolhida, fica a ideia da permanência, do antigo e do caligráfico. Da história que deixamos e do que fica”.

Embora seu nome esteja relacionado à fotografia, Paula Klien é uma artista multimídia com realizações anteriores em vários segmentos artísticos, como música e dança. Seu interesse pela fotografia começou com campanhas de moda e editoriais para lojas e revistas, passando para exposições e livros publicados de seus próprios projetos fotográficos, um veículo para suas criações. “Pessoas Me Interessam”, um livro de retratos lançado em 2014, foi seu último trabalho fotográfico.

A fluidez, tão viva em suas criações, ajuda, também, a responder o acaso de seus novos passos:“Como água eu escorro, e como água, movo em novas direções”, reflete Paula sobre seu novo momento.

Paula Klien nasceu no Rio de Janeiro em 23 de agosto de 1968. Apesar de ter o nome associado à fotografia, é artista multimídia com prévia atuação em diversos segmentos das artes como música e dança. Sua relação com as artes visuais, num sentido mais amplo, começou cedo e sempre esteve alí, a espera do tempo. Vem agora, em fevereirro de 2017, a primeira exposição: uma solo em Berlin.

 

O interesse pela fotografia surgiu em 2005. Paula Klien começou fazendo campanhas e editoriais de moda, tendo ensaios publicados em revistas como Vogue Brasil, Vogue RG e Rolling Stones. Fotografou inúmeros artistas e celebridades nacionais, além de várias modelos de projeção internacional. Em seguida, partiu para os projetos de arte.

 

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também