Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > TEATRANDO NA LITERATURA

TEATRANDO NA LITERATURA

Cultura por Sandra Hasmann em 2017-01-24 21:31:13

Por Renata Barcellos 

 *Colunista Convidada


Sexta-feira, 20 de janeiro, tive o prazer de assistir à peça Os vilões de Shakespeare com Marcelo Serrado, no Parque das Ruínas, em Santa Teresa, Rio de Janeiro. Não conhecia o local. Já, na chegada, fiquei encantada com a construção e a vista da cidade maravilhosa que se tem o privilégio de contemplar. Vale a pena conhecer o espaço. 

 A peça é um excelente tour por alguns personagens deste autor inglês (1564 – 1616) atemporal pelas temáticas   e pela atualidade da abordagem: amor, relacionamentos afetivos, sentimentos, questões sociais, temas políticos...

 O tema tratado são seis de seus diversos vilões: Iago, Macbeth, Ricardo III, Hamlet, Shylock e Coriolano.

 O autor do texto Steven Berkoff (traduzido pelo imortal Geraldo Carneiro) os analisou e criou uma classificação para cada arquétipo: o dissimulado, o tirano, o vingativo...

 Ao assistir a atuação de Marcelo Serrado enquanto um conferencista para apresentar cada um deles, é possível relembrar as obras lidas ou desejar lê-las e as características de cada um para perceber a sagacidade de Berkoff. Ao término do monólogo, houve debate com o ator e o diretor Sérgio Módena. Neste momento, para minha surpresa dada à genialidade, pude saber que o autor do texto não se inspirou em nenhuma pesquisa acadêmica. O que há a partir de sua classificação é uma reflexão da professora Liana Leão (UFPR) disponível em  https://www.youtube.com/watch?v=6yam_rkdqQk&feature=youtu.be, Esta pesquisadora também tem artigo na obra O Mundo é um Palco, em comemoração aos 400 anos da morte de William Shakespeare.

 No monólogo, em cena apenas com uma mesa, uma cadeira, uma caneca e algumas obras shakespearianas além de efeitos de luzes e de projeções de imagens simbólicas, Marcelo Serrado imprime uma dose de cômico ao teor dramático. As referências ao contexto político e econômico brasileiro dão leveza ao texto. Ótima escolha para comemorar seus trinta anos de carreira. Uniu atuação e cultura: disseminação de uma parte das obras de um dos maiores autores da Literatura mundial.

 

*Renata  Barcellos é Pós-doutora em Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 2015; Doutora pela Universidade Federal Fluminense em Estudos de Línguagem, em 2008; Mestre em Linguística aplicada pela UFF, em 2004; Especialista em Tradução pela UERJ, em 2009 e graduada em Letras (Português – Francês) pela UFF, em 1996. Professora de Língua Portuguesa do Colégio Estadual José Leite Lopes/NAVE e de Comunicação e expressão e Oficina I e II da UNICARIOCA.

 Ministra minicursos e palestras para a formação de professores. Têm uma vasta produção de artigos publicados sobre o ensino da Língua Portuguesa - integração - uso das redes sociais e do celular em sala de aula - matrizes de referência do Saerj e do Enem - práticas avaliativas.Membro do CIFEFIL – da ALF – da ALAP... Coautora de poemas em Antologias. Medalha de ouro em poesias. É autora da Gramática contextualizada  (2016) e do Itens de análise linguística no novo ENEM e no Saerjinho, e do ebook disponível em:  http://www.letras.ufrj.br/projetociad/

Para contato: prof.renatabarcellos@gmail.com

 


 





 


 


 


Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Maria Luísa

Muito interessante a narrativa da autora do artigo. Faz o leitor assistir a peça através do seu texto. Este aperitivo abre o apetite para o prato principal. Não perco este espetáculo.

Lucia Venina

Excelente o texto de Renata Barcellos. Bem escrito e elucidativo. Um incentivo aos leitores a assistem à peça em pauta. Eu mesma, senti-me com muita vontade de ir e irei.

Júlio Magno Horta

Muito bom! Mais arte por um mundo mais sensível!

Vanessa

Muito interessante a peça. É impressionante a atemporalidade de Shakespeare. Houve,inclusive,

Fátima Maria Rocha Vilela

Texto bem claro e objetivo, redigido por Renata Barcellos,onde tomamos conhecimento das principais informações sobre a peça, Os vilões de Shakespeare,com Marcelo Serrado,no Parque das Ruínas.É um monólogo, onde são apresentados alguns personagens deste autor inglês,que é atemporal pelas suas temáticas e abordagem atual.

Ester Melo

Gostei muito do comentário e análise feita pela professora Renata. Creio que nos dá um panorama geral da peÇa evontade de assistir.

Cláudia Gomes.

Bom dia. Meu nome é Cláudia. Sou Professora da Língua Inglesa e achei muito interessante o texto da colunista convidada Professora Renata Barcellos.Aplausos também ao trabalho do ator Marcello Serrado.

Nilma Medeiros

Muito bom os comentários. Amei a coluna, Renata! Parabéns! Não pude assistir a peça mas fiquei com muita vontade, após ler sua coluna. O local é realmente mágico.

Alessandra Viegas

Excelente apreciação!

Nilze Nascimento

Muito boa a dica. O local é lindo e a peça parece ser mto boa. Vou conferir.

LEONARDO MARTINS

Excepcional, Renata Barcellos sempre com um olhar apurado a tudo q a cerca. Sem dúvidas, umas das melhores estudiosas no que se refere ao ensino. Parabéns.

Sonia Nascimento

Renata, Parabéns pelo texto informativo !Fiquei com vontade de assistir à peça com Marcelo Serrado, principalmente porque trata do universo de Shakespeare - como você bem disse - tão atemporal. Estará em cartaz até quando? Beijo, Sonia Nascimento

Nilze Monteiro

Parabéns Renata Barcellos por nós apresentar excelente crítica literária! Você é boa em tudo que você faz. Obrigada ao Jornal Sem Fronteiras pelo nível dos seus convidados. Grande abraço

Publicidade

Veja também

Publicidade