Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > Escritor Augusto Lopes, emigrante na Suíça, condecorado Embaixador pela Académie Française de Lettres, em Paris.

Escritor Augusto Lopes, emigrante na Suíça, condecorado Embaixador pela Académie Française de Lettres, em Paris.

Cultura por em 2017-02-04 16:59:22
Escritor Augusto Lopes, emigrante na Suíça, condecorado Embaixador pela Académie Française de Lettres, em Paris.
\"Por Augusto Lopes\"

Escritor multifacetado, a viver em Genebra, foi premiado recentemente em França, pela sua atividade literária e jornalística, num evento que contou com a presença de ilustres personalidades das Artes, Ciências, Letras, Cultura e Social, de vários países.
Para celebrar o 21° aniversário da Divine Académie Française des Arts Lettres et Culture, foi realizado no dia 19 de Outubro, um jantar de Gala, num dos mais luxuosos hotéis de Paris, o Palácio George V, situado bem no centro da cidade, nos Champs-Elysées, de 5 estrelas, onde a sua gastronomia foi premiada com 3 estrelas Michelin. 
Esta cerimônia de Gala contou com a participação de homens e mulheres de renome internacional, vindos do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, França, Suíça, Portugal, Marrocos e Síria, onde foram condecoradas 38 altas personalidades das Artes, Ciências, Letras, Cultura e Social, de vários países: Brasil, Argentina, França, Suíça, Portugal, Marrocos e Síria. 
Augusto Lopes, a morar em Genebra, além da atividade escritor e jornalista, é ainda Presidente da ALALS (Académie de Lettres et Arts Luso-Suísse) e tem feito um trabalho notável para a divulgação da Literatura e das Artes Lusófonas, da Suíça, para o mundo.
Premiado internacionalmente por inúmeras vezes, Augusto Lopes recebeu assim o título honorífico de “Embaixador das Artes e das Letras”, pela Presidente da Divine Académie de Lettres Arts et Culture, no Hotel George V, em Paris. 
De entre os vários laureados encontravam-se  artistas plásticos consagrados, Miro, Maria Goret Chagas (que faz as suas pinturas com a boca) e um dos mais talentosos e célebres joalheiros, reconhecido e premiado internacionalmente: Andrée Guittcis, em que a Rainha Elizabete de Inglaterra faz questão de usar joias criadas por este designer.
A Divine Académie de Lettres Arts et Culture, sob a égide de Diva Pavesi foi fundada em 25 de outubro de 1995, em Paris. Um dos objetivos é enfatizar, promover e premiar o trabalho de quem mereça ser condecorado pelos revelantes serviços prestados ao longo de suas carreiras dentro das suas atividades intelectuais, profissionais, culturais e sociais realizadas nos seus países.
Augusto Lopes sentia-se satisfeito pela condecoração recebida e referiu “ser um estímulo para continuar o enorme trabalho que tem desenvolvido”, reconhecendo que “ainda há muito trabalho a fazer para que a Literatura e as Artes ganhem o prestígio e reconhecimento que merecem na sociedade em que vivemos, sendo este um  dever de nós todos!”.

Fonte: Augusto Lopes
\"Fotos: Nando C. R. Guimarães/Lou Carriço - enviadas por Augusto Lopes\"

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também