Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Eventos > Projeto Parque da Alegria revoluciona Brasília

Projeto Parque da Alegria revoluciona Brasília

Eventos por Dinorá Couto Cançado em 2017-03-07 11:55:45

O projeto Parque da Alegria, realizado pela Verri & Verri Produções com apoio da Lei de Incentivo à Cultura do Distrito Federal e patrocínio da Claro, revolucionou Brasília com um carnaval em março no Parque da Cidade.  A Verri & Verri Produções é uma produtora de Brasília e está à frente de grandes festas e shows de nossa cidade. Os idealizadores dessa bela festa esticaram a programação carnavalesca da  Capital com doze horas ininterruptas de programação cultural gratuita, no domingo, 5 de março. Artes visuais, oficinas, bailinho e atividades para a criançada, blocos de carnaval, muita música e animação. Adora Roda, Dhi Ribeiro, Renata Jambeiro, bateria da ARUC, Bloco da Preta - Preta Gil e muito mais  embalaram os foliões na Praça das Fontes, do Parque da Cidade, das 11h às 23h.
A equipe diretiva do projeto em parceria com a R2 Produções cuidou da acessibilidade e sustentabilidade. O Parque da Alegria, concebido para dar amplo acesso a todas as pessoas, teve o cuidado com as necessidades especiais. Isso  foi o ponto alto no projeto.Mapa e sinalização Braille no evento, intérpretes de libras e guia vidente, sala sensorial para autistas, projetado com consultoria da Sinfonia Diferente, que desenvolve trabalho lindo com esse público, há alguns anos.Os frequentadores da Biblioteca Braille Dorina Nowill, compareceram, em um ônibus  enviado pelo projeto e tiveram oportunidades de participarem dessa bela festa.
Celebrando o carnaval, foram 12 horas ininterruptas de programação cultural! Balões infláveis, teatro, dança, circo, música, pintura, esculturas, instalações, literatura, artesanato, moda e muito mais!
Sobre a Programação
TENDA INFANTIL
11h às 18h - Cores da Alegria
 11h às 12h – Fanfarra de palhaços
13:10 h às 14:00 – Era uma vez o carnaval I
14:20h às 15:00 – Era uma vez o carnaval II
15:10 às 16:00 – Era uma vez o carnaval III
16:00 às 17:00 - Ventoinha de Canudo

PALCO SABORES DO CARNAVAL
 11h às 12h – Aulão + Show Fura Olho
12h às 13h – Thales Jr
13h30 às 15h – Adora Roda com Dhi Ribeiro
15h30 às 16h30 – Galinho de Brasilia
16h30 às 17h – Batala

Palco Principal
 17h às 18h – Renata Jambeiro + Bateria da Aruc
18h30 às 19:30 – Bloco Eduardo e Monica
 20h às 21h30 – Bloco da Preta
 21h30 às 22h – Dj A
 22h às 23h – Santo Pecado

A equipe organizadora do Parque da Alegria  selecionou  Arte Educadores e Contadores de História para atuarem na Tenda infantil, de 11 às 18 h. Dinorá Couto Cançado foi uma delas. Minibibliotecas com  maravilhosas histórias e, dentre elas, a mais nova criação de Dinorá, em tinta e em Braille à disposição dos leitores.  O livro Lango e Tixa: Papo que espicha teve  um dos mais belos pré-lançamentos no Parque da Alegria, antes de embarcar para Portugal, onde será lançado, percorrendo 22 cidades portuguesas. E levando com ele a alegria de ter tido sua estreia brasiliense no Parque da Cidade, no evento Parque da Alegria. No horário destinado à Dinorá, ela contou com dois deficientes visuais experts na arte de contar histórias: Noeme Rocha, funcionária da Biblioteca Braille Dorina Nowill e Luis Eduardo, criança de 10 anos frequentadora da Bibliobraille.  E uma das maiores contadoras de histórias do DF, Maristela Pappa, da Associação Amigos das histórias, também selecionada para atuar na contação de histórias, deu um show no Era uma vez  o Carnaval I. O “Era uma vez o Carnaval” traz contação de histórias alusivas ao Carnaval.
O “Cores da Alegria” abriu espaço para os pequenos artistas pintarem ilustrações de Rodrigo Mafra, depois  utilizadas na decoração do espaço.
Na tenda infantil do Parque da Alegria, a tarde inclusiva com contação de histórias e muita literatura foi conduzida por Dinorá Couto Cançado  com apresentação de todos os membros da Bibliobrailledf Dorinanowill, onde cada um  destacou a sua arte. Luis Eduardo  recebeu o livro em Braille lançado na tarde: Lango e Tixa: Papo que espicha e contou uma bela história. Noeme Rocha declamou seu poema Lembranças e dramatizou a história Uma joaninha diferente de Regina Melo Melo, envolvendo crianças da plateia que vestiram as capas dos personagens da história. Os dvs Charles e Denise, com instrumento musical, animaram a tarde tocando e cantando samba. Alguns adultos da plateia leram para os dvs estrofes da história infantil O segredo da lagartixa: uma roda de leitura inclusiva. Dinorá contou sobre suas obras, apresentando materiais concretos que inspiraram as histórias, iniciando o momento com uma história interativa de boas vindas. E mais histórias de carnaval vivenciadas por alguns deficientes visuais foram contadas pelos autores das mesmas. Todos os momentos registrados por Vinícius Cançado. A Família Braille agradece aos produtores de tão bela festa, especialmente à Oscar Montes e Thelmo Martins Ribeiro pela grande sensibilidade, acolhida e inclusão social, de fato!

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também