Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Eventos > ALALS e SEM FRONTEIRAS

ALALS e SEM FRONTEIRAS

Eventos por Betty Silberstein em 2017-03-28 18:42:16

 

A ALALS – Académie de Lettres et Arts Luso-Suísse organizou maravilhoso evento no Hotel Mundial, em Lisboa, com lançamento de livros, cerimônia de condecoração e integração à Academia e Jantar de Confraternização.

A ALALS tem como objetivos registrar, difundir, preservar e estimular a cultura e as realizações literárias e artísticas lusófonas na Suíça, “pelo estudo e divulgação das obras e realizações culturais dos seus membros, assim como de outros escritores ou artistas que têm ou tiveram grande relevância na valorização da língua portuguesa”, de acordo com o Presidente da ALALS, Augusto Lopes, português, residente na Suíça.

A primeira parte do evento foi dedicada a lançamentos de livros. Posteriormente, foi aberto espaço para apresentações dos escritores e suas obras. Entre eles, podemos citar: Ana Maria Tourinho, Arlete Trentini, Arlinda Lamego, Beti Rosen, Carla de Sà, Dinorá Couto Cansado, Elzio Leal, JC Bridon, Iza Engels, Lou Carriço, Maria Cristina Drese, Marta Santos, Sonia Michelin.

Fábio Portugal foi o gentil Mestre de Cerimônia da ALALS, onde Dyandreia Portugal foi empossada como Presidente de Honra e 30 acadêmicos (escritores e artistas) do Brasil, Portugal, Suíça e Argentina tomaram posse da Academia e fizeram juramento, prometendo ‘Valorizar a Arte e a Literatura’, que é uma tônica da ALALS.

Augusto Lopes salientou que a cerimônia integrava também a celebração dos quatro anos do Jornal Sem Fronteiras. As academias comemoram o aniversário em conjunto, com um lindo bolo e acalorado ‘Parabéns a Você’.

Após o Jantar de Confraternização, animado com a presença do cantor Manelostar, os presentes tiveram uma bela surpresa: Augusto Lopes trouxe um grupo folclórico português para encerrar a noite. Mas não foi um grupo comum não: composto pelos pais do Presidente da ALALS, parentes e amigos vindos de Viseu - a Tuna Regional de Orgens - especialmente para essa animadíssima apresentação. De quebra, Augusto acompanhou o grupo tocando violino. Todo mundo cantou e dançou animadamente e só pararam porque depois das 23h não se permitia música alta. Mesmo assim, todos se divertiram à bessa!

O Jornal Sem Fronteiras parabeniza a ALALS por evento tão simpático.

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também