Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Eventos > Mega Artesanal

Mega Artesanal

Eventos por Betty Silberstein em 2017-07-08 22:51:06

               

Mega Artesanal acontece na semana que vem e oferece tudo para quem faz ou gosta de artesanato, confeitaria e festa, corte e costura e artes manuais, em geral: há desde insumos, máquinas, ferramentas e acessórios até peças prontas, exposições, desafio de moda entre alunos de ETECs, lançamentos de livros, performances de artistas e cerca de dez mil vagas diárias em cursos gratuitos que ajudam quem procura um jeito rápido de ganhar um dinheiro extra e complementar o orçamento familiar.

Quando: de terça-feira, 11, até domingo, 16 de julho, sendo que o dia 11 é exclusivo para imprensa e lojistas e os demais dias para o público, em geral, exceto menores de 12 anos


Onde: São Paulo Expo – SP

Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5

Vans gratuitas: na estação Jabaquara do metrô, durante todos os dias

Ingresso: R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 meia entrada

Proibida a entrada de menores de 12 anos

Organização: WR São Paulo Feiras e Congressos

O quê: a Mega Artesanal é a maior Feira de produtos e técnicas de artes manuais e artesanato da América Latina e única do setor que cobre toda a cadeia, inclusive confeitaria e festa, corte e costura, reunindo indústria, comércio, ateliês e artesãos. A Feira começou em 2003, como Artesanal, e passou a Mega Artesanal em 2006. Desde então, já recebeu mais de 1,5 milhão de visitantes.

Nº de expositores: 340, entre eles, principais marcas da indústria, grandes nomes do comércio, ateliês e artesãos.

Público estimado: cerca de cem mil pessoas

Nº de caravanas: mais de 200, do interior de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, etc.

Perfil do visitante: a onda do DiY (Faça você mesmo), os programas de culinária, a conscientização da necessidade de reaproveitar, de dar um novo uso para determinado objeto e gerar menos lixo, e a vontade de customizar uma roupa têm trazido para o artesanato também o público jovem, descolado e  interessado em resgatar memórias afetivas. O número de homens no artesanato também tem aumentado.

Curiosidade: muita gente chama a Mega de “Disneylândia do Artesão”, mas a abertura da Feira lembra mesmo é um show de rock, com os visitantes correndo para entrar assim que os portões se abrem. O interesse em entrar logo é para fazer o máximo de cursos no dia. Esse movimento acontece todos os dias da Feira. As caravanas chegam de madrugada e longas filas se formam.

Ponto forte: Cursos. Cerca de dez mil pessoas por dia poderão aprender alguma técnica e a fazer algum trabalho manual. A maioria dos cursos é gratuita e acontece nos estandes dos grandes fabricantes de insumos, que montam verdadeiras salas de aula na Feira e trazem artistas e artesãos conhecidos para ministrar as aulas. Em geral, basta chegar e fazer a inscrição, mas as vagas para os cursos são bem disputadas. Cada participante ganha o kit com o material necessário e, ao final, leva a peça criada para casa. 

Nº de vagas nos cursos por dia: cerca de dez mil vagas, além de demonstrações de técnicas que acontecem em vários estandes e são acompanhadas por outras centenas de visitantes.

Cursos de quê: há cursos de bordado, de pintura, de arte com fita, de cartonagem, enfim, são dezenas de técnicas diferentes, das mais antigas, como o milenar patchwork, até as mais modernas, como scrap decor. Mega 2017 também terá seis cursos diários de confeitaria, por R$20,00 cada. Os cursos pagos são exceção.

Cursos pra quem: os cursos oferecidos na Mega Artesanal atendem tanto iniciantes nas agulhas e pincéis como quem já faz algum trabalho manual e quer se aperfeiçoar ou aprender algo novo.

Cursos pra quê: o trabalho manual ainda é feito como um hobby, mas nos últimos anos vem sendo indicado como terapia e para diferentes situações. São inúmeros casos, por exemplo, de pessoas que saíram de crises de depressão graças ao artesanato, e de ONGs ou mesmo hospitais que criam grupos para pacientes em tratamento e suas famílias se socializarem e/ou elevarem a autoestima por meio do artesanato. Mas é a procura por uma renda extra que tem motivado a maior procura pelos cursos grátis da Mega. São muitas oportunidades de, no mesmo dia, aprender a fazer – de graça – várias coisas diferentes. 

Para ver e comprar: De uma agulha até a mais moderna e sofisticada máquina de costura. De um pincel a um quadro pronto para decorar a sala. Papel, tecido, tinta, cola, fita, linha, tem de tudo na Mega Artesanal

Para ajudar o visitante a não perder nada e ter uma boa experiência de visitação, a Mega Artesanal é dividida por setores:

Pátio da Indústria, onde ficam as novidades dos principais fabricantes do setor e acontece a maioria dos cursos;

Paço do Comércio, espaço destinado à venda de insumos para a produção;

Espaço Ateliê, Espaço Patchwork, Espaço Corte e Costura, Praça do Artesão e Artesanal Confeitaria e Festa, espaços para conhecer e comprar peças feitas à mão, artesanais, moldes, projetos, etc. Há um app com a planta da Feira, que ajuda o visitante na localização dos estandes e no calendário de atrações. O visitante precisa organizar seu roteiro para ver e aproveitar bem a Feira, que, também, tem exposições e outras atrações.

Dados de mercado / artesanato como oportunidade /alternativa para a crise: há 14 milhões de desempregados no Brasil e o trabalho manual e o artesanato são caminhos rápidos e econômicos para quem quer complementar a renda ou empreender. Historicamente, a Mega Artesanal tem esse perfil de capacitação profissional. Entretanto, nos últimos anos, tem crescido o número de pessoas, inclusive jovens, interessadas no artesanato como uma fonte de renda e não mais apenas como hobby ou terapia. É o que confirma a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (2014), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontando que aproximadamente 8,5 milhões de brasileiros garantem o sustento do lar fazendo artesanato, que artistas e artesãos movimentam mais de R$ 50 bilhões por ano, e que o artesanato está presente como atividade econômica em 78,6% dos municípios brasileiros.

Empreender: ter um negócio próprio é o quarto sonho do brasileiro, atrás de viajar pelo Brasil, comprar a casa própria e um automóvel. Segundo a pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), realizada em 2016 em parceria com o Sebrae, 36% dos brasileiros possuíam um negócio ou realizaram alguma ação para ser dono da sua própria empresa.

Pesquisa do Clube de Artesanato: estudo inédito realizado pelo Clube de Artesanato durante os meses de maio e junho/2017, com 3.649 pessoas, apontou que 49% dos entrevistados fazem artesanato para ganhar um dinheiro extra, porém apenas 17,7% estão formalizadas como MEI, 45,8% disseram que não têm interesse em se registrar e 21,5% que não saem da informalidade porque não têm incentivos do governo e nem como arcar com os custos altos de uma empresa. Ainda de acordo com a pesquisa, em 63% dos lares há apenas uma pessoa com trabalho fixo e, em momento de crise, as artes manuais e o artesanato ajudam 56% dos entrevistados a aumentar a renda. Além disso, 31% sustentam entre duas e quatro pessoas com os ganhos obtidos a partir da venda das peças.




Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também