Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Políbio Alves lança seu mais novo livro: “A leste dos homens”

Políbio Alves lança seu mais novo livro: “A leste dos homens”

Literatura por Sandra Hasmann em 2017-07-27 22:23:28

“A leste dos homens” é o título do mais novo livro do escritor paraibano, Políbio Alves, que será lançado no próximo dia 11 de agosto de 2017, às 19h, no Centro Cultural Ariano Suassuna, localizado em Jaguaribe. A obra, do premiado poeta Políbio Alves, nos leva a uma travessia pelas entranhas da monstruosa face que os regimes ditatoriais assumiram no Brasil para manter no poder grupos oligárquicos de mentalidade agropastoril, que dominam as finanças, o povo, o país. O lançamento contará com o documentário “Eis aí, o poeta! do multimídia Hélio Costa. A leste dos homens será apresentado pelo professor, doutor em literatura, Milton Marques Júnior.

 SOBRE O LIVRO – Narração do autor

“A leste dos homens” é a escritura dos opressores, dos oprimidos e também dos povos da América Latina. Em geral, denuncia as atrocidades praticadas pelo Golpe de 64, através da didatura no Brasil. Escrevi esse livro, para que ninguém possa desconhecer os tempos de chumbo, o ciclo de terror, da infâmia, do desespero, das feridas abertas, da dor e da tirania que se abateu sobre o povo brasileiro. Exatamente, as atrocidades que aconteceram, no Varadouro, desde o início da fundação da cidade, depois, durante o Estado Novo, mais adiante, nos anos 60 e 70. Além de que, este livro está situado historicamente entre dois parâmetros. Um, sobre a ditadura e o outro, a situação de Cuba nos últimos dias do governo Fulgêncio Batista. Um testemunho inusitado, corajoso, de quem sobreviveu nos cárceres clandestinos, à morte, à tortura, à fome, à sede. É também, uma visão de Cuba antes do triunfo da Revolução Socialista na maior Ilha do Caribe. Confesso: somente através de uma consciência política, é que eu acredito na humanidade.

“A leste dos homens”, foi traduzido para o espanhol e publicado em Cuba no mês de novembro de 2016. Agora em português, numa nova versão, pelo editor Rafael Rocha, da Inverta, Rio de Janeiro.

 Sobre o autor

O poeta e ficcionista Políbio Alves dos Santos nasceu na cidade de João Pessoa, em 1941, e é formado em Ciências Administrativas. Em 1974, recebeu o título de cidadania outorgado pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, cidade onde viveu por mais de 15 anos e onde, nas décadas de 1960 e 1970, participou do suplemento literário do jornal Tribuna da Imprensa. Ele é detentor dos seguintes prêmios: Personalidade Cultural Internacional, conferido em 1999 pela União Brasileira de Escritores (UBE - RJ), e o Autore Del Ano (Autor do Ano), cedido, naquele mesmo ano, pela International Board of Examiner; em 2000, o Comissione di Lettura Internazionale, da Edizione Universum, da cidade de Trento, na Itália; a Medalha Poeta Augusto dos Anjos, pela Assembleia Legislativa da Paraíba, em 2001, quando também foi verbete da Enciclopédia de Literatura Brasileira; e, no ano seguinte, o Festival do Concurso Nuevos Escritores Latino-americanos, na Argentina, e a Comenda Cidade de João Pessoa, da Câmara Municipal. A Leste dos Homens é o nono livro lançado pelo autor, que já havia lançado os seguintes títulos, entre os quais três em espanhol, um em francês e outro em inglês: O Que Resta dos Mortos (contos); Varadouro (poesia); Exercício Lúdico: invenções & armadilhas, Passagem Branca e Objetos Indomáveis, todos de poesia, e, ainda, Os Ratos Amestrados fazem acrobacias ao amanhecer (contos) e La Habana Vieja: olhos de ver, publicado ano passado.

 

Contatos do autor:

Email: polibioalvesjpa@gmail.com

Celular: 83 9-99816262 – Residência: 32481688

83 9-88785396 (WhatsApp) - comunicação

Redes Sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/poetapolibioalves/

Instagran: https://www.instagram.com/polibioalves/

Twitter: https://twitter.com/polibioalves

Site: www.polibioalves.com.br

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Roselis Batista R.

Polibio Alves é o escritor contemporâneo mais instigante no Brasil de hoje para mim. Sua literatura é polifônica e altamente brasileira pelo estilo e pela tematica, mesmo quando ha um paralelo com outro pais - refletindo sua visão da universalidade - (Cuba, por ex. En "Havana Vieja, olhos de ver"). Eu o traduzi para o francês porque me era impossivel não fazê-lo.Ele e sua obra permanecerão no mundo falando bem da alta literatura brasileira.

Paula Frassinete lins Duarte

Gostaria de acrescentar mais um prêmio recebido pelo escritor/poeta Polibio Alves. A Comenda Ariano Suassuna, criada pela Vereadora Paula Frassinete, foi outorgada, pela primeira vez após criada, ao digníssimo companheiro Pòlíbio Alves, aprovada por unanimidade, pela Câmara Municipal de João Pessoa.

Paula Frassinete lins Duarte

Tenho enorme admiração por este homem/poeta, pela sua crença no mundo, pela sua capacidade de entender o homem e suas circunstâncias. É um poeta muito especial.

Publicidade

Veja também