Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Eu, eles, nós, na Bienal RJ, 2017

Eu, eles, nós, na Bienal RJ, 2017

Literatura por Renata Barcellos em 2017-09-09 14:51:39

Na quarta-feira, 6 de setembro, foi dia de Bienal. Eu,  a acadêmica Alessandra Viegas (autora de Tranversais) e eles do CECA e do NAVE fomos à Bienal para o lançamento da revista da LITERARTE, número 5. Nela, escrevi uma matéria intitulada Eu, eles , nós navegando no mundo das Artes, cuja temática são os alunos e ex-alunos que compõem, desenham, representam... O objetivo é incentivar e divulgar a habilidade de cada um.

Ao entrarmos no ônibus às 10:20, foi proposto um quiz com questões de morfossintaxe e literatura a fim de dinamizar a ida. Bombom foi distribuído para quem acertou perguntas como: quem foi o bruxo do Cosme Velho, uso da crase, características do Romantismo, exemplo de catacrese... Assim, o tempo passou bem rápido... Logo, chegamos ao destino: BIENAL.

Chegamos por volta das 11:30, o lanche da escola CECA foi distribuído na descida do ônibus, fizemos rapidamente o credenciamento e.... todos livres para apreciar / comprar os livros, sentar-se no gramado, tirar fotos ....Conforme combinado, às 16 horas, todos estavam em frente ao stand da Ler editora. Lá, sentaram-se até o início do lançamento da Revista. Estavam presentes Thiago Barcellos que gosta de música, tocar...; Lucas Bairral e Maria Elisa, os desenhistas; além dos escritores Lucien Gilbert  e Vitor Braga. Os amigos Dalva Frahlich, Fred (seu marido), Zélia Fernandes, Nilze Monteiro (dentre outros)  estavam presentes também para o lançamento do livro infantil Histórias para você dormir 5, organizado por Izabelle Valadares. Quando a revista chegou, a presidente da Literarte nos surpreendeu: chamou-nos para autografar a revista. Foi aquela zoeira dos colegas.... Uma festa só. Cada aluno foi agraciado com um exemplar autografado.

Ao término, todos exaustos de andar pelos pavilhões, adiantamos o retorno. Ligamos uns para os outros a fim de divulgar o novo horário de partida. Prontamente, todos chegaram no horário combinado em frente ao stand. Minha amiga Nilze Monteiro nos agraciou com sua presença e conversa no retorno. Cabe ressaltar também que ela fez um belo prefácio para meu livro Alma dilacerada

A ida à Bienal é um incentivo aos jovens para que possam descobrir e/ou manter o prazer pela leitura, pela escrita. Como disse Fernando Pessoa ler é \\\" sonhar pela mão de outrem\\\". Por isso, caro leitor, leia, sonhe, viaje pelo mundo das Artes!!!

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também