Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Literando no teatro: Lição para Maridos

Literando no teatro: Lição para Maridos

Literatura por Renata Barcellos em 2017-09-25 12:11:09

Quarta-feira, dia 20 de setembro, os alunos do Colégio Estadual Chico Anysio e José Leite Lopes participaram do \"Projeto Leituras Dramatizadas\", oferecido pela Academia Brasileira de Letras (ABL). Este é uma iniciativa do grupo Dramaturgia de Sempre que há 11 anos tem o objetivo de incentivar a ida ao teatro e “aproximar o público jovem dos autores clássicos da Literatura Brasileira, de forma divertida e leve” (http://www.academia.org.br/eventos/licao-para-maridos-aluisio-azevedo-0).

 Antes da sessão, o grupo Dramaturgia de Sempre contextualizou a comédia dramatizada \"Lição para Maridos\" , cujos autores são Aluísio de Azevedo e Emílio Rouede. Trata-se de uma história de costumes bem redigida, com personagens engraçadas. A ação se passa em torno de um marido que abandona a esposa, cansado da rotina conjugal. Duas componentes da equipe fizeram a explicação até dos termos utilizados (como cocote , a fim de que os alunos compreendessem o texto. Vale ressaltar a bela atuação de todo o elenco e curtir a página no Facebook https://www.facebook.com/dramaturgiadesempre/.

No site da seeduc, há a divulgação

para participar as escolas poderão solicitar agendamento

diretamente com a ABL, através do e-

mail marciakaskus@uol.com.br, com cópia

para heloisa.andrade@educacao.rj.gov.br. Será necessário

informar os seguintes dados: data e peça escolhidas, unidade

escolar, nome e telefone do responsável pelos alunos, e-mail para

confirmação e o número de estudantes. Esse quantitativo será

aprovado pela ABL, de acordo com a disponibilidade para o dia.

(http://www.rj.gov.br/web/seeduc/exibeconteudo?article-id=3095568)

O texto “Lição para maridos” é um dos escritos por Aluísio Azevedo, autor mais representativo do Naturalismo brasileiro com os romances: \'’O mulato’\', \'’Casa de pensão’\' e \'’O cortiço’\', em parceria com o pintor e amigo Emílio Rouède. Em entrevista, João Roberto Faria, professor Titular de Literatura Brasileira, na Universidade de São Paulo, revela tratar-se de uma de duas peças jamais antes publicadas. Esta e “O Caboclo” estão no volume Teatro de Aluísio Azevedo e Emílio Rouède, organizado por ele para a Martins Fontes, em 2002 (file:///C:/Users/Renata.barcellos/Downloads/21443-70662-1-PB.pdf).

Aluísio Azevedo (1857-1913) foi caricaturista, jornalista e diplomata e escritor brasileiro. Com o romance \"O Mulato\", iniciou-se o Movimento Naturalista no Brasil. A obra denunciava o preconceito racial existente na burguesia maranhense. É membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Nasceu em São Luís, Maranhão, no dia 14 de abril de 1857. Com a morte do pai, em 1879, Aluísio começa a se dedicar à literatura. Publica seu primeiro romance, \"Uma Lágrima de Mulher\", em 1880. Na obra \"O Cortiço\", retrata o aumento da população no Rio de Janeiro e o aparecimento de núcleos habitacionais, denominados cortiços, onde se aglomeravam trabalhadores e gente de atividades incertas. O grande personagem do romance é o próprio cortiço. Faleceu em Buenos Aires, Argentina, no dia 21 de Janeiro de 1913.

Suas obras são:

Uma Lágrima de Mulher, romance, 1879
Os Doidos, teatro, 1879
O Mulato, romance, 1881
Memórias de um Condenado, romance, 1882
Mistérios da Tijuca, romance, 1882
A Flor de Lis, teatro, 1882
A Casa de Orates, teatro, 1882
Casa de Pensão, romance, 1884
Filomena Borges, romance, 1884
O Coruja, romance, 1885
Venenos que Curam, teatro, 1886
O Caboclo, teatro, 1886
O Homem, romance, 1887
O Cortiço, romance, 1890
A República, teatro, 1890
Um Caso de Adultério, teatro, 1891
Em Flagrante, teatro, 1891
Demônios, contos, 1893
A Mortalha de Alzira, romance, 1894
O Livro de uma Sogra, romance, 1895
Pegadas, contos, 1897
O Touro Negro, teatro, 1898

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Alessandra Viegas

Evento excelente!!!

Publicidade

Veja também