Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Geral > INFORMATIVO DO FOCUS PORTAL CULTURAL: EDIÇÃO IMPRESSA DO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO DEIXA DE CIRCULAR A PARTIR DE 1º DE DEZEMBRO DE 2017.

INFORMATIVO DO FOCUS PORTAL CULTURAL: EDIÇÃO IMPRESSA DO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO DEIXA DE CIRCULAR A PARTIR DE 1º DE DEZEMBRO DE 2017.

Geral por Alberto Araújo em 2017-11-30 22:27:49

Publicado nesta quinta, 30 de novembro de 2017, o último Diário Oficial da União - DOU em sua versão impressa. A partir do dia 01 de dezembro, os atos do governo federal só serão divulgados pela internet.


A conta do Executivo é pela redução de custos. São 60 toneladas de papel por mês e um custo anual de R$ 2,5 milhões, segundo informou a Casa Civil, pasta responsável pela Imprensa Nacional.

Partes do DOU já circulam na internet desde 1997, mas foi a partir do ano 2000 que a edição completa do diário passou a ser também disponibilizada pela página da Imprensa Nacional na web.

Com a mudança, os documentos como leis, portarias e decretos publicados diariamente, pela Imprensa Nacional poderão ser conferidos apenas pelas telas dos computadores, tablets e celulares.

A publicação já teve 90 mil exemplares impressos por dia e chegou a este ano com cerca de 6 mil cópias impressas distribuídas em todas as unidades da Federação.

O Diário Oficial foi criado pela Lei Imperial 1.177, sancionada em 09 de setembro de 1862. O primeiro número circulou em 1° de outubro de 1862, quando o governo brasileiro passa a divulgar os atos legais por meio da publicação. Atualmente, é o principal produto da Imprensa Nacional.

Em 1997, foi dado o primeiro passo para a entrada na era digital com a disponibilização de parte da Seção I na internet. Anos depois, em 2000, a publicação passou a ser publicada integralmente na rede mundial de computadores.

Com 2.112 páginas, a edição de 19 de dezembro de 1997 conquistou o título de jornal de formato tabloide com o maior número de páginas do mundo.

No aniversário de 209 anos da Imprensa Nacional, em maio deste ano, diretor-geral do órgão, Pedro Antônio Bertone, disse que ainda em 2017 o Diário Oficial da União deixaria de ser distribuído fisicamente atendendo a demandas que vão desde a facilidade do uso de dispositivos eletrônicos à questões de sustentabilidade. Na ocasião, Bernote salientou que “toda política pública tem como certidão de nascimento o Diário Oficial”.

FONTE:
http://agenciabrasil.ebc.com.br/





Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também