Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Projeto “Cento e Noventa Poemas para Maria Firmina dos Reis”

Projeto “Cento e Noventa Poemas para Maria Firmina dos Reis”

Literatura por em 2014-11-29 00:00:22

O presente Projeto objetiva, em termos gerais, prestar uma homenagem, em 2015, à Maria Firmina dos Reis (1825-1817), Patrona da Academia Ludovicense de Letras, ano em que completará cento e noventa anos de nascimento.

A exemplo dos “Mil poemas para Gonçalves Dias”, a proposta expressa o objetivo de divulgar a vida e a obra de grandes nomes nacionais, em especial maranhenses, para além das fronteiras continentais, ratificando a importância de, pela literatura e por trabalhos científicos engajados politicamente, contribuir para a disseminação e adoção de estratégias que resultem na mudança social, na direção de modelos de sociedades mais equânimes.

Assim, será deflagrada uma convocatória aos poetas locais, aos de outros Estados do Brasil e também aos do estrangeiro, para prestarem as suas homenagens à Maria Firmina dos Reis, através de poesias, assim como de estudos e pesquisas sobre sua vida e a sua obra. 

Outra intenção deste Projeto é possibilitar a todos aqueles que desejam iniciar ou continuar a trilhar os caminhos das letras que o façam nesta oportunidade, já que a participação é aberta a todos, desde escritores, poetas, pesquisadores, professores e estudantes dos vários graus de ensino, a partir do ensino fundamental.

Assim, espera-se contribuir para o fomento da cultura da nossa cidade, do nosso Estado e do nosso Brasil, ao mesmo tempo, com a projeção da nossa cultura e feitos, que são muitos, no exterior.

Afinal, a Academia Ludovicense de Letras é a academia de uma capital - ilha, fundada por franceses, que é objeto de um dos primeiros escritos sobre o Brasil, lançado na França, em 1614, intitulado História da Missão dos Padres Capuchinhos na Ilha do Maranhão e Terras Circunvizinhas, de autoria de Claude D’Abbeville, capuchinho francês, que, em 1612, participou da invasão francesa ao Maranhão, sendo um dos Patronos desta Casa, da Cadeira de número 01. Convém registrar ainda que Abbeville era um apaixonado pelas terras do Maranhão e expressa esse amor nos relatos poéticos e lúcidos engendrados com arguta percepção e muita sensibilidade.

 Outro dado digno de realce é que a ilha, além de ser presenteada com essa primeira publicação de um estrangeiro, gerou filhos ilustres no cenário da cultura brasileira, com projeção no exterior e, por isso, entre os seus títulos foi contemplada com o de A Athenas Brasileira, o que muito honra os ludovicenses e os move na busca da sustentação desse título.

No que diz respeito ao quantitativo de poesias, este foi definido a partir dos anos de vida da autora a serem comemorados, uma poesia para cada ano. Serão aceitos os poemas até completarem, por ordem de chegada, os 190 poemas.

Este Projeto foi oficialmente lançado dentro da programação do aniversário de 189 anos de Maria Firmina, em São Luís, dia 11/10/2014, e em Guimarães, dia 12/10/2014. As antologias serão lançadas no aniversário de 190 anos, nas duas cidades, em 2015.

Desse modo, com este Projeto, objetiva-se também honrar a memória da grande escritora maranhense, como prova do reconhecimento do seu grande trabalho literário, de cunho político muito forte e singular, já que viveu nos últimos dias da escravidão e realçava sempre em suas obras a humanidade do negro, do índio e da mulher, que, à época, eram considerados e tratados como seres inferiores.

Conheça os objetivos do projeto, as atividades a serem desenvolvidas, o período de inscrição, as entidades e órgãos envolvidos, as normas do trabalho e maiores detalhes, solicitando o regulamento completo para: dilercy@hotmail.com ou vazleopoldo@hotmail.com e participe você também!

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

DULCINALVA RIBEIRO

Muito importante tal iniciativa. Fico muito feliz e com grande interesse que os meus alunos possam participar. Trabalho em uma escola que tem a honra de ser MARIA Firmina do Reis. Irei acompanhar tudo o que puder.Parabéns pela bela e grandiosa ideia.

Publicidade

Veja também