Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Literando no teatro

Literando no teatro

Literatura por Renata Barcellos em 2018-03-10 19:13:46

Os Senhores, por favor, não fiquem indignados,

pois todos nós precisamos de ajuda, coitados”.

 

O monólogo “Para Onde Ir” é inspirado no personagem Marmieládov, da obra Crime e Castigo, de Dostoiévski, e de Uma Temporada no Inferno, de Arthur Rimbaud. Cabe ressaltar que essas obras fazem uma homenagem à poesia crítica do poeta Bertold Brecht cujos temas tratados são alcoolismo, desemprego, pobreza, miséria, violência contra a mulher, prostituição infantil, infanticídio e autodestruição.

Com excelente adaptação e atuação de Yashar Zambuzzi, no papel do alcoólatra Marmieládov, a peça proporciona interação e contato com o público numa linguagem dinâmica e simples. Como “Meu caro senhor, a pobreza não é defeito A única vantagem é não escovar os dentes três vezes” questionamentos como “Já teve a oportunidade de dormir debaixo de uma ponte?” e “Senhora, já te aconteceu de pedir dinheiro emprestado sem esperança?”, Quem vai ter piedade de um tipo como eu?”. Outro ponto a ser destacado, quando se entra no teatro, encontra-se toda a ambientação de uma taverna (linda a reprodução) onde o ator encena sentando-se às mesas e oferendo cachaça a quem lá para acompanha-lo.

Ao longo da encenação, traz alguns pensamentos como

Yashar Zambuzzi é ator e filósofo pela Universidade de São Paulo (EAD-USP) e filósofo. Trabalhou no Centro de Pesquisa Teatral (CPT) com Antunes Filho, um dos mais importantes diretores brasileiros. Fundou a Te-Un TEATRO, com a atriz Viviani Rayes.

A peça narra a história de Marmieládov, um ex-funcionário público que se entrega ao alcoolismo após perder o emprego. Em uma Taverna, Marmieládov bebe em uma mesa de bar. Ao ver que o ambiente começa a ficar cheio de fregueses, aproxima-se ora de um, ora de outro, para lhes contar as dificuldades que passa por causa do vício, a necessidade de sustentar sua família e as desventuras de sua vida.

Um pouco de três grandes autores da literatura mundial

Arthur Rimbaud (1854-1891) foi um poeta francês com grande influência na poesia do século XX. Foi considerado um dos precursores da poesia moderna com a obra “Uma Temporada no Inferno” (1873). Seu relacionamento conturbado com o poeta Paul Verlaine foi inspiração para o filme “Eclipse de uma paixão”.

 

 

Bertolt Brecht (1898-1956) foi um dramaturgo, romancista e poeta alemão Sua visava ao esclarecimento das questões sociais da época.

Escreveu as peças: “Happy End” (1929), “Santa Joana dos Matadouros” (1929), “A Mãe” (1930),“Terror e Miséria do Terceiro Reich” (1935) e “A Vida de Galileu” (1937) Nesta, conseguiu unir a análise sociológica com a psicologia do ser humano. Em 1948 publicou o livro “Estudos Sobre Teatro”, no qual apresenta a teoria do teatro épico.

 


 

Fiódor Dostoiévski (1821-1881) foi um escritor russo. Seus romances abordam questões existenciais e temas relacionados à humilhação, à culpa, ao suicídio, à loucura e aos estados patológicos humanos. É Autor de \"Os Irmãos Karamázov\" e \"Crime e Castigo\", \"Boris Godunov\" e \"Maria Stuart\", mas não os concluiu. Em 1843 terminou seus estudos e começou a trabalhar na seção de engenharia de Petersburgo. Traduziu duas obras românticas, \"Eugênia Grandet\" de Balzac e \"Dom Carlos\" de Schiller. Em 1944, escreveu seu primeiro romance, \"Pobre Gente\", novela que descreve o ambiente medíocre onde vivia, publicado em 1846, no \"Almanaque Petersburguês\". Em 1847 publicou a segunda edição de \"Pobre Gente\" e em 1948 publicou \"O Duplo\", romance que não obteve sucesso. As recordações da vida no cárcere são descritas nos livros \"Memórias da Casa dos Mortos\" (1861) e \"Memórias do Subsolo\" (1864). Em 1868, escreveu \"O Idiota\", cujo personagem central é Nastássia Filipóvna, baseado em um fato real, ocorrido com uma jovem que incendiou a própria casa após sofrer maus tratos da família. Em seguida, publica \"Os Demônios\", inspirado no caso de um jovem chamado Ivanov, assassinado por um grupo radical por ter abandonado a organização.

Em 1867, publica o romance \"Crime e Castigo\", que narra a história do jovem Raskólnikov que comete um crime e passa a viver da culpa pelo ato cometido. Trata-se a obra de uma grande reflexão existencial sobre como o ser humano se relaciona com as questões divinas. \"Os Irmãos Karamazov\" é sua última composição. Foi considerada pelo psicanalista Sigmund Freud como uma das maiores obras-primas da literatura ocidental.

 

Vale a pena ler as obras e conferir a importância desses três grandes autores da literatura mundial.

 

Ficha Técnica:

Elenco: YasharZambuzzi

Texto: Dostoiévski e Rimbaud, em homenagem a Brecht.

Adaptação e atuação: YasharZambuzzi

Direção: Viviani Rayes

Figurinos: Rogério França

Iluminação: Elisa Tandeta

Trilha Original: Chico Rota

Cenário: Viviani Rayes e YasharZambuzzi

Programação Visual: Thiago Ristow

Ilustrações: Raphael Jesus

Fotos de Cena: Lu Valiatti

Idealização: Te-Un TEATRO

Produção Executiva e Realização: Rayes Produções Artísticas

Duração: 50 minutos



Temporada: 
De 23/02/2018 Até 18/03/2018

 

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também