Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Eventos > “A CRIAÇÃO”, DE JOSEPH HAYDN, SERÁ APRESENTADA NO THEATRO MUNICIPAL, DOMINGO, 09 DEZEMBRO DE 2018, ÀS 11 HORAS.

“A CRIAÇÃO”, DE JOSEPH HAYDN, SERÁ APRESENTADA NO THEATRO MUNICIPAL, DOMINGO, 09 DEZEMBRO DE 2018, ÀS 11 HORAS.

Eventos por Alberto Araújo em 2018-12-04 02:05:33

                

“A CRIAÇÃO”, DE JOSEPH HAYDN, SERÁ APRESENTADA NO THEATRO MUNICIPAL, DOMINGO, 09 DEZEMBRO DE 2018, ÀS 11 HORAS.


OBRA-PRIMA DO CONSIDERADO “PAI” DA SINFONIA E UM DOS MAIS FAMOSOS DO CLASSICISMO, ORATÓRIO QUE CONTA A CRIAÇÃO DO MUNDO GANHA INTERPRETAÇÃO DA ORQUESTRA SINFÔNICA DA UFRJ E DO CORO BRASIL ENSEMBLE, COM REGÊNCIA DE ANDRÉ CARDOSO.




Na série Domingo no Municipal, no dia 9 de dezembro, às 11h, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a Orquestra Sinfônica da UFRJ e o Coro Brasil Ensemble-UFRJ apresentam um programa especial, ouvido pela última vez no Rio de Janeiro em 2012: o oratório A Criação, de Franz Joseph Haydn. O texto em inglês, que tem como base o Gênesis e traz ainda trechos do Livro de Salmos e do poema “O Paraíso Perdido”, de John Milton, conta a criação do mundo. A música é considerada uma das mais importantes e carismáticas de toda a história.


A inspiração de Haydn para compor seu primeiro oratório surgiu sob a influência dos famosos oratórios de Handel, que o compositor assistiu alguns anos antes, como O Messias. Ele o compôs em Viena entre 1796 e 1798, afirmando, ao final, ter investido tempo nele “porque queria que durasse”. Assim, A Criação acabou se tornando a obra-prima daquele que é considerado o “pai” da sinfonia e um dos principais e mais famosos (inclusive, à época) compositores do Classicismo, época de Mozart e que se encerra com Beethoven.


A obra é escrita para orquestra, coro e três solistas que interpretam os anjos Gabriel (soprano), Uriel (tenor) e Rafael (baixo) na primeira parte, e Adão (baixo) e Eva (soprano) na segunda. Michele Menezes (soprano), Licio Bruno (baixo-barítono) e Anibal Mancini (tenor) são os solistas do concerto, que tem a regência do maestro André Cardoso.


O evento encerra as comemorações dos 170 anos da Escola de Música da UFRJ durante o ano de 2018 e tem apoio cultural do Consulado da Áustria, celebrando ainda os 100 anos da República austríaca.


SERVIÇO

09 de dezembro de 2018 - Domingo
Horário: 11h
Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Praça Floriano S/N – Telefone: 2332-9191
Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia entrada)

FONTE E TEXTO 
Cezanne Comunicação - Assessoria de Imprensa em Cultura e Arte
www.cezannecomunicacao.com.br 
Por Alberto Araújo - Focus Portal Cultural

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também