Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Shows > ABRINDO A PROGRAMAÇÃO PRÉ-CARNAVALESCA DO CENTRO DE ARTES UFF, NITERÓI, O "ARRANCO DE VARSÓVIA" CANTA CARTOLA E MARTINHO DA VILA, NO TEATRO DA UF

ABRINDO A PROGRAMAÇÃO PRÉ-CARNAVALESCA DO CENTRO DE ARTES UFF, NITERÓI, O "ARRANCO DE VARSÓVIA" CANTA CARTOLA E MARTINHO DA VILA, NO TEATRO DA UF

Shows por Alberto Araújo em 2019-02-05 21:20:58

Caros foculistas, principalmente, a todos que moram em Niterói, quarta-feira, dia 06 de fevereiro de 2019, haverá um show no Teatro da UFF do ARRANCO DE VARSÓVIA, homenageando... MARTINHO DA VILA.


QUANDO ESCRITOR TEM AS SEGUINTES OBRAS PUBLICADAS 
"MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE TEREZA DE JESUS",
"OS LUSÓFONOS",
"BARRAS, VILAS E AMORES",
"UM ROMANCE FLUMINENSE", 
"KIZOMBAS ANDANÇAS E FESTANÇAS",
"VERMELHO 17" (prefácio de Cyana Leahy)
e CONVERSAS CARIOCAS, que foi lançado no Teatro Municipal de Niterói, no dia 12/09/2018.

MARTINHO prefaciou o livro de Cyana Leahy
"106 FALAS DE AMOR (E SEUS CENÁRIOS)"


Para falar do MARTINHO escritor é preciso examinar o perfil com compositor de belas melodias que iluminam poemas literariamente, perfeitos. Alguém já viu letra mais poética daquelas que pegam a gente pelos cinco sentidos, reviram emoções e nos deixam pensativos do que DISRITMIA?

LITERATURA é isso: a arte da palavra, com múltiplas funções: fazer que a gente olhe a letra e se arrepie; fazer com que a gente sinta outra vez, ou pela primeira vez, emoções escondidas; fazer com que a gente aprofunde o pensamento e continue pensando, e recriando modos de viver, modos de olhar e ver. Esse tem sido um caminho frequente na literatura brasileira: poetas-músicos que, em determinado momento, deixam a palavra dominar seu ofício e arte, quer em regime de dedicação quase exclusiva, quer de forma bissexta.

Arte é assim, ela chega e toma conta e só nos resta obedecer ao chamado da MUSA. VERMELHO 17 é um livro vivo, engraçado, triste, verdadeiro!

MARTINHO escreveu:

Quem viveu um romance inesquecível gosta, ou gostaria, de falar dele com amigos, ou amigas, para satisfazer o 'ego'. Mas não é indicio de bom caráter sair por aí se gabando de ter deitado com fulano ou cicrana. Não se deve falar dos amores do passado na presença do presente, mesmo os já confessados. Os casos secretos, mesmo que não sejam pecaminosos não devem ser contados. E o mais confiável confidente deve ser visto como um provável inconfidente.

Todos nós temos histórias de amor para contar e ninguém chega à maioridade sem ter vivido ou grande amor, ou pensado que viveu. Todo adulto já teve o seu romance, ou está tendo, ou vai ter. Pois o AMOR chega a qualquer tempo e qualquer idade, e só não o encontra quem não está de coração aberto. Os casos aqui narrados podem ser fantasiosos ou reais, exagerados ou omissos, mas levarão você, que está com este livro nas mãos a pensar e refletir sobre o que há de melhor no mundo: o AMOR!


UM POUCO SOBRE O GRUPO ARRANCO DE VARSÓVIA


ARRANCO DE VARSÓVIA é um grupo vocal de samba formado, no Rio de Janeiro, em meados dos anos 90 pelos integrantes: Paulo Malaguti, Muri Costa, Soraya Ravenle, Eveline Hecker e Rita Peixoto.


Atualmente, o grupo é formado por: Paulo Malaguti Pauleira, Andréa Dutra, Cacala Carvalho e Elisa Queirós.


O Arranco de Varsóvia e o show “Canta Cartola e Martinho”. Homenageados em projetos separados, no CD “Samba de Cartola” (1998) e no DVD “Pãozinho de Açúcar – Arranco Canta Martinho”, dois dos maiores nomes do samba e da música popular brasileira estarão juntos no palco através das quatro vozes do Arranco.

Em 1998 o Arranco de Varsóvia participou de uma grande homenagem ao mestre mangueirense no que seria seu aniversário de noventa anos. Imediatamente transformado em CD e lançado pela Dubas, “Samba de Cartola” foi escolhido como um dos dez melhores lançamentos de 1998 por críticos do Jornal “O Globo”. Cumprindo brilhante trajetória, “Samba de Cartola” se transformou em referência tanto para o mundo do samba como para o universo dos grupos vocais.

Doze anos depois, do CD “Samba de Cartola”, a releitura do Arranco de Varsóvia em CD e DVD gravados ao vivo para as canções de Martinho da Vila ganhou aprovação total do próprio artista, que considera o grupo diferente, e elogiou a nova gravação de Pãozinho de Açúcar: “O compositor geralmente gosta de ver a sua obra tendo outra leitura, outra forma. A gente só não gosta quando essa nova leitura tira a essência. Mas no Arranco, ela até chamou a atenção para determinados fatos da música que passavam despercebidos. É um avanço!”, diz Martinho da Vila, que participou da gravação do DVD.


Ao juntar as obras de Cartola e Martinho no mesmo show, Andrea Dutra, Cacala Carvalho, Elisa Queirós e Paulo Malaguti Pauleira evocam alguns dos mais importantes sambas da história, como “O Sol Nascerá”, “Disritmia”, “Divina Dama” e “Canta, Canta, Minha Gente”.

Ficha técnica:

Voz, teclado, direção musical e arranjos: Paulo Malaguti Pauleira

Vozes: Andrea Dutra, Cacala Carvalho e Elisa Queirós

Violão de 7: Domingos Teixeira

Percussão: Daniel Karin e Felipe Tauil


DISCOGRAFIA


2014 - Na panela para dançar (Arranco de Varsóvia) - Mills Records
2010 - Pãozinho de Açúcar – Arranco canta Martinho da Vila (Arranco de Varsóvia) - Mills Records
2005 - Na Cadência do Samba (Arranco de Varsóvia) - Dubas
1998 - Samba de Cartola (Arranco de Varsóvia) - Dubas
1997 - Quem É de Sambar (Arranco de Varsóvia) - Dubas




TEXTO DE CYANA LEAHY
Por Alberto Araújo
Focus Portal Cultural

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também