Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > “Cálculo Ilógico”

“Cálculo Ilógico”

Cultura por Renata Barcellos em 2019-05-07 05:07:33

Com excelente atuação da atriz / roteirista paulista Jéssika Menkel, O monólogo “Cálculo Ilógico”  aborda a dor pessoal e reflete sobre várias questões correlatas (relações familiares, insegurança ...) a fim de entendê-las por meio de fórmulas e cálculos (“Não existe nada que não se explique matematicamente”). Trata-se de um roteiro inovador e enigmático. A referência a outro tipo de linguagem para expressar seu sofrimento, misturando ficção e realidade, instiga e prende a atenção da plateia. Até o último momento da peça há um quê de suspense. Tudo é surpreendente do início ao fim devido não só ao conteúdo como também ao uso de metáforas com termos matemáticos (cubo, triângulo, D...). Ao longo da encenação, ficamos diante do sentimento de inquietação que circunda a nós, seres humanos, quando diante de uma tragédia: “você consegue calcular a dimensão disso?”

Dessa forma, Jéssika dá vida a uma personagem que vive em um universo numérico em busca de nova perspectiva para ver e entender o mundo. Segundo a atriz, em um papo depois do espetáculo, domimgo:  “Busquei na matemática uma forma de contar também a história da perda do meu irmão. Todo o mundo já perdeu alguém. Quis transformar dor em arte, resignificar meu olhar para os acontecimentos da minha vida”. Essa declaração da atriz, fez-me lembrar uma citação de Pitágoras: “A matemática é o alfabeto com o qual Deus escreveu o universo”.

Ao longo do texto, passamos a entender o título da peça “Cálculo ilógico”. Através de seu “olhar”, somos conduzidos a compreender a vida, seus dilemas e mazelas a partir dos termos matemáticos. Ao fim, de fato, ratificamos que: “É possível explicar a vida através da matemática”. Vale destacar a metáfora para designar Deus: “senhor superior positivo neutro”, seu questionamento a ele “seu cálculo é ilógico” e a cena na qual representa seus pais em um momento íntimo dançando ao som de uma canção clássica francesa.

“Cálculo Ilógico” é mais um destes espetáculos prova de que, apesar de todos os problemas na área cultural, especificamente, há artistas e diretores como Daniel Herz realizando um trabalho de excelência. Ao público, cabe assistir, refletir, aplaudir e divulgar como fizemos. Pude confirmar a todo o elogio lido e ouvido. Parabéns a todos!!! À Jéssika Menkel, pela sagacidade de conseguir abordar o tema de forma inovadora e ao Daniel por extrair o melhor que ela poderia oferecer.  

Ficha Técnica:


– Direção: Daniel Herz.
– Assistente de direção: Gabriela Chechia e Tiago Herz.
– Cenografia e figurino: Thanara Schonardie 
– Assistente de cenário e figurino: Natália Fonseca.
– Iluminação: Aurélio de Simoni.
– Direção musical: Éric Camargo.
– Preparação Vocal: Jane Celeste.
– Design gráfico: Bruno Niquet e Sheila Gelsleucher.
– Produção: Jėssica Menkel e Primeira página produções.
– Direção de produção: Maria Siman.
– Assessoria de Imprensa: Catharina Rocha.
Local: Teatro Rogério Cardoso – Casa de Cultura Laura Alvim
Endereço: Av. Vieira Souto 176, Ipanema.

– Texto e atuação: Jéssika Menkel.

SERVIÇO

Temporada: 12 de abril a 5 de maio – sexta e sábado, às 19h, e domingo  às 18h

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também