Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Alessandra Alexandria: Inclusão, um sonho possível!

Alessandra Alexandria: Inclusão, um sonho possível!

Literatura por Dinorá Couto Cançado em 2019-08-17 08:32:00

Um grande exemplo de solidariedade, proporcionando uma homenagem não esperada pois a estrela dessa tarde era a nova autora em lançamento de sua primeira obra literária: Alessandra Alexandria!  Num dos auditórios da CLDF – Câmara Legislativa do Distrito Federal, num evento memorável, a Biblioteca Braille Dorina Nowill foi ressaltada por essa nova acadêmica titular da AIAB – Academia Inclusiva de Autores Brasilienses,  que, há dois anos,  tem demonstrado seu espírito inclusivo, tanto nas ações, como nas temáticas abordadas em suas histórias infantis. Apreciem o texto-homenagem de Alessandra Alexandria da Cruz Noronha: 
                                    “Homenagem aos 24 anos da Biblioteca Braille Dorina 
Quero iniciar esta homenagem com um pequeno trecho do livro “Saber cuidar”  do Teólogo e filósofo Leonardo Boff :
“Tudo que existe e vive precisa  ser cuidado para continuar a existir e a viver, uma planta, um animal, uma criança, um idoso, o planeta Terra. Uma antiga fábula diz que a essência do ser humano reside no cuidado. O cuidado é mais fundamental do que a razão e a vontade’’. E, em falar de cuidar, aqui, entre nós, tem uma pessoa que sabe muito bem o precioso valor do cuidar e de ir em busca da realização de um sonho.
No dia 17 de maio de 1995 nascia uma Biblioteca Braille movida por muita força de vontade, perseverança, por muitos sonhos e, acima de tudo,  por muito amor à inclusão social. A professora e escritora Dinorá Couto Cançado plantou esta sementinha da inclusão com muita força de vontade, amor, cuidado e regou com a ajuda de várias outras pessoas, Uma delas é Noeme Rocha da Silva, deficiente visual, uma das fundadoras desta conceituada Academia Inclusiva de escritores em  Braille, a qual tive a honra de pegar posse, recentemente, a convite da Presidente da Academia Dinorá Couto, dia 15/5/2019 num belo evento inclusivo, o 13º  Fórum Brasília, capital das leituras: organizado pela amiga e escritora Dinorá Couto e sua equipe da Biblioteca Braille, momento muito especial de pura inclusão, leituras, músicas e vários projetos que promovem a literatura, um ambiente de muito respeito pelas diferenças. Esta tão importante Biblioteca é referência no atendimento a pessoas cegas do DF e do entorno de Brasília. 
Falar em inclusão nunca foi tão difícil nos tempos atuais, onde direitos básicos estão sendo arrancados de nós, mas eu, como formadora de opinião e como membro desta ilustre Academia, não irei perder as esperanças. Precisamos seguir promovendo e plantando a bela semente da INCLUSÃO. Estas pessoas que são tão talentosas precisam do nosso olhar, da nossa sensibilidade e da nossa voz. Sei que hoje é o lançamento do meu livro Mochila de histórias, mas como Membro desta bela Academia quero dizer que vocês escreveram uma história muito linda e você, querida amiga Dinorá, com sua sensibilidade, com este espírito eternamente INCLUSIVO, acreditou que este sonho era possível! E que bela história, hem? Deste sonho plantado, nasceram livros, poesias, poemas, novas e sinceras amizades, momentos assim que nos fazem refletir que sonhar e ter amigos que acreditam em nós. VALE SIM, ACREDITAR...  Hoje vejo que tudo na vida tem um sentido de ser, nossa amizade faz parte deste sentido, procuro ser para as pessoas aquilo que realmente sou, me abro para que todos tenham a oportunidade de me conhecerem,  agradeço a Deus e a você que nos proporcionou um encontro de amizade e de muitas histórias. E que continuemos plantando várias sementinhas. Hoje me recordo do evento do ano passado “12º  Fórum Brasília, capital das leituras”, que você me convidou e fui com muita alegria, vestida de Emília, umas das minhas personagens preferidas da literatura infantil, para acompanhar uma criança cega, que é um aluno brilhante e que faz parte desta Academia Inclusiva. 
Recentemente, vocês fizeram aniversário, 24 anos de histórias, momentos de alegria, conquistas, mas também sei que teve momentos tristes e até de muita adrenalina. Eu bem sei que para realizarmos um SONHO precisamos de muita perseverança, muita força de vontade, de muito foco e amigos sinceros ao nosso lado nos motivando a não desistirmos. E saiba que você tem e terá amigos para caminhar lado a lado neste lindo Projeto que agora é nosso. Você, professora Dinorá, superou todas as dificuldades com sua bela equipe da Biblioteca Braille, costumo falar que sonhos existem e são para ser sonhados e realizados, é maravilhoso termos ao nosso lado  amigos que acreditam nos nossos projetos de vida. As dificuldades fazem parte do caminho, as frustrações também. Queremos desejar a este lindo grupo, a FAMÍLIA BRAILLE, como vocês gostam de serem chamados muita saúde para todos os membros e participantes assíduos, que mantem esta Academia Itinerante e, conforme o dicionário Aurélio “Itinerante é um termo com origem no latim cujo significado está relacionado com o ato de se deslocar constantemente, de percorrer itinerários, de viajar”. E você, realmente levou e leva esta bela Academia para Brasília e pelo mundo afora. Você, com este lindo Projeto, mostrou para todos que a Inclusão é um ato de amor e um sonho possível.
Quero terminar esta simples homenagem, é claro que pela grandeza deste rico trabalho voltado para a educação, cultura, música, a arte em geral, deveríamos ter um mês de festividades, pois organizar eventos é uma de suas artes sempre tão organizada e pontual, tenho aprendido esse ofício com você viu amiga, pois não sou muito organizada, mas vamos aprendendo... 
Quero finalizar esta singela homenagem com um de seus belos textos que fala tão bem deste assunto INCLUSÃO SOCIAL, com seu TEXTO “Viva os autores em Braille”, de Dinorá Couto Cançado.”

Quase três meses depois, na seleção de acontecimentos  listados e arquivados  para  postagem na Coluna Inclusão Social Brasiliense” no Portal da Rede Sem Fronteiras, constato, novamente,  um dos maiores exemplos de desprendimento num horário que, normalmente, deveria ser exclusivamente da autora, foi um lançamento diferenciado, inovativo, de grande felicidade para todos os deficientes visuais presentes.    
Essa bela história inclusiva nesse lançamento inovador ocorreu no dia 29 de maio de 2019, organizado pela  pedagoga Alessandra Alexandria que  lançou o livro infantil “Mochila de Histórias” na Câmara Legislativa do DF (CLDF).  A obra, também, é de autoria das escritoras Juliana Reame e Leda Gonzaga, um trio de autoras, onde Alessandra entrou com dois contos infantis. O evento contou com o apoio do Prof. Reginaldo Veras, que recebeu Alessandra em seu gabinete e se colocou à disposição para promover a iniciativa.  Estiveram presentes os estudantes do Centro Educacional 16 de Ceilândia, além dos membros do Projeto Luz & Autor Braille da Biblioteca Pública Braille Dorina Nowill, localizada em Taguatinga.
Alessandra afirmou que, promover a sua obra na CLDF, era um grande sonho. A autora agradeceu ao gabinete do deputado Prof. Reginaldo Veras, pela dedicação em prol da realização do lançamento de seu livro.
O evento contou com a peça teatral “A menina e a borboleta” de autoria de Mary Bussom (do Canal Lendo e Aprendendo) que contracenou com a autora Alessandra no papel da Borboleta e com a contação da história da “Serafina”, por Cheila de Sousa Luiz (da Cia Cafundó), da Biblioteca Pública Machado de Assis, ambas inspiradas nos contos de Alessandra. 
Na ocasião, a escritora Dinorá Couto foi homenageada por seu grande trabalho em prol dos cegos na Biblioteca Braille e, também, a mobilizadora cultural e motivação da criação da Biblioteca Braille Dorina Nowill, Noeme Rocha, que  afirmou que tinha o desejo de conhecer, pessoalmente, uma escritora. “É uma emoção tocar em um escritor de verdade ...”
Alessandra Alexandria, realmente, comprova-nos, com seu belo título nessa postagem que a Inclusão é, perfeitamente, possível! Vamos conhecer mais essa autora e contadora de histórias lendo e relendo tanto o Mochila de Histórias como esse texto-homenagem tão significativo? Poste seu comentário...
 

 

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também