Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Eventos > GLOBAL SPORT MENTORING PROGRAM

GLOBAL SPORT MENTORING PROGRAM

Eventos por Betty Silberstein em 2015-03-18 23:30:27

                 

Dia 10 de março, o Google abriu suas portas para apresentar um evento muito interessante: o Global Sport Mentoring Program (Programa Global de Orientação Esportiva): um programa patrocinado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos e EspnW, em colaboração com o Center for Sport, Peace and Society e a Universidade do Tennessee.

A apresentação do evento ficou por conta da simpática Daniela Castro – advogada e economista, que trabalha também como Advocate (Defensora) do Lobby do Bem.

O programa foi apresentado por Julie Eddelman, John Kicko, Joan Coraggio e Gween Conley.  

O governo dos Estados Unidos quer apoiar o trabalho em equipe e persistência tanto no campo como fora dele. E o Global Sport Mentoring Program trabalha para aumentar a compreensão mútua entre as pessoas nos Estados Unidos e de outros países, através do intercâmbio cultural e educacional que apoiam o desenvolvimento de relações pacíficas. Através de seus esforços de diplomacia de esportes, o Departamento lançou o Emponderamento de Meninas e Mulheres através de Iniciativa de Esportes, mobilizando sua programação de esportes internacionais, com Emissários de Esportes viajando para o exterior, e Emissários de Esportes de outros países visitando os Estados Unidos, para aumentar o número de mulheres e meninas envolvidas nesta saudável atividade pelo mundo todo.

O Centro de Esporte, Paz e Sociedade - alojado na Faculdade de Educação da Universidade do Tennessee, Saúde e Ciências Humanas - é composto por professores, funcionários e alunos que acreditam que o esporte pode e deve ser usado para oferecer suporte individual e desenvolvimento comunitário. O Centro tem como objetivo promover a compreensão cultural entre estudantes desta Universidade e diversas comunidades, através de ações baseadas no esporte; trabalha em colaboração com líderes comunitários para desenvolverem programação de contexto específico e está interessado especificamente em solidariedade global e inclusão das populações carentes (meninas e mulheres refugiadas, em situação de risco, deslocadas, ou com deficiências). Este grupo espera que, através do esporte, os indivíduos tornem-se agentes capacitados interessados na promoção da paz e inclusão em comunidades locais e globais.

Os Parceiros Globais de Esportes oferecem soluções de esporte que elevam o nível de desempenho esportivo, reforçam as capacidades de administração do desporto e promovem a integridade e caráter, aumentando a compreensão intercultural.

A participação das mulheres e meninas no esporte é uma ferramenta de emponderamento social e econômico importante, pois aquelas que participam de esportes têm maiores chances em adquirir novas redes profissionais e mais oportunidades para se tornarem mais envolvidas na escola e na vida comunitária. 82% das mulheres de negócios praticaram ou praticam esportes, creditando ao esporte boa parte de seu sucesso profissional.

Esportes servem como veículo para melhorar papéis de liderança e participação em tomadas de decisão. Esportes convocam as pessoas além-fronteiras, culturas e sistemas de crenças e podem promover maior tolerância e compreensão entre indivíduos e comunidades.

Meninas que praticam esportes:

  • Têm melhor saúde a curto e longo prazo.

  • Têm mais oportunidades de estabelecer sua opinião e ponto de vista.

  • Têm melhor desempenho escolar.

  • Têm mais probabilidade de ficar longe de comportamentos arriscados e das drogas.

  • Têm melhor autoestima e confiança.  

17 mulheres do mundo têm sido anualmente escolhidas para serem orientadas (mentees) por orientadores (mentors) americanos do Global Sport Mentoring Program. Daniela Castro foi uma ‘Mentee’ em 2013. O objetivo é que essas mulheres venham a impactar positivamente suas comunidades, multiplicando os ensinamentos e práticas saudáveis que lhes foram ensinados. O programa é gratuito e grandes empresas internacionais ajudam a patrociná-lo. O sucesso tem sido tão grande que hoje já são 51 mulheres, de 42 países para participar do programa.

No Brasil, temos um grupo de atletas e ex-atletas de diferentes gerações e modalidades que se reuniram para criar uma organização de referência no Advocacy (Apoio/Promoção) ao esporte nacional, como instrumento de transformação social: Atletas pelo Brasil, apoiado por conhecidas personalidades do mundo dos esportes, como Ana Moser, Bernardinho, Cafu, Dunga, Fernando Scherer (Xuxa), Giovane, Gustavo Borges, Hortência, Joaquim Cruz, Kaká, Lars Grael, Magic Paula, Oscar Schmidt, Raí, Robson Caetano, Rogério Ceni, Torben Grael e muitos outros.

Embora o Global Sport Mentoring Program seja dirigido especificamente a meninas e mulheres, ambos programas querem que as pessoas possam ter acesso ao esporte para que seus benefícios cheguem a todos, como afirma a Diretora Executiva do Atletas pelo Brasil, Daniela Castro.

Que mais ações como essas se espalhem pelo Brasil e pelo mundo, visando não só o equilíbrio da saúde, a melhoria da aptidão física e/mental, inclusão, emponderamento, mas também – e principalmente – a extensão do espírito esportivo para fora do campo: cortesia para com os companheiros e adversários, comportamento ético, integridade, aceitação das diferenças sociais, raciais e todos os tipos. 

Parabéns a todos que se envolvem com esses projetos!

 

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também