Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Geral > 12 DE JUNHO DE 2014

12 DE JUNHO DE 2014

Geral por Sandra Hasmann em 2014-06-17 19:21:05



(Foto by Sandra Hasmann)


Hoje aconteceu \"algo\" fenomenal na alma e no coração do povo brasileiro...

 A despeito da abertura da Copa do Mundo não ter sido aquilo que poderia ser caso tivessem convocado os talentosos artistas e coreógrafos brasileiros - mais que familiarizados com nossa cultura, nosso folclore e nossa realidade -, ela conseguiu despertar algo cuja força \"sobrenatural\" esteve adormecida por muito, muito tempo: a força da terra brasileira veio à tona, trazendo a energia das águas, das florestas, dos ancestrais indígenas, dos imigrantes brancos, negros, amarelos, vermelhos, cuja síntese tornou possível a nossa raça, a nossa força, a nossa identidade.

 As árvores ali representadas como velhas “guardiãs\", assim como as águas que sustentavam nas costas os barcos dos indígenas, deixaram claro que a verdadeira dona do Brasil é a Mãe Natureza, pois é dela que vem a vida, a energia, o alimento e a base de toda existência.

 Diante daquelas imagens e daquele som, senti que agora sim, o Gigante Brasil estava se levantando e tomando posse daquilo que lhe pertence! E foi então que, numa seqüência mágica, nossos jogadores entraram em campo, um segurando no ombro do outro, numa corrente que simbolizava a força inquebrantável e indestrutível da união. A emoção foi se agigantando nesse festival de simbolismos que se sucediam como se tivessem vida própria... Olhos brilhando, corações explodindo de emoção dentro do peito..

 E chegou a hora do Hino Nacional Brasileiro, que outrora teve um significado tão solene, mas nos últimos anos sequer era ensinado nas escolas, às crianças e jovens, sendo sua belíssima letra praticamente desconhecida pela grande maioria daqueles que, lamentavelmente, chegaram à maturidade também sem grandes noções de cidadania, ou patriotismo.

 Começada a musica, o povo e os jogadores começaram a cantar, e como acorre há algum tempo, interromperam após a primeira estrofe, mas... O povo não parou, e o Brasil inteiro e os jogadores, naquele momento, continuou a cantar o seu Hino, sem acompanhamento, como se entoasse um mantra ou fizesse uma oração comunal... E as lágrimas rolaram dos olhos de cada um de nós, e eu tenho a certeza de que isso se deu porque DEUS ouviu nosso clamor, o clamor de um povo bom, alegre e generoso que, de forma vil, perdeu a fé na justiça, na ética, na moral e até na própria dignidade, por conta do egoísmo daqueles que até aqui detiveram o poder a seu bel prazer, cometendo todo tipo de desmandos, de forma imoral e escancarada, como que a debochar de cada um de nós.

E o Brasil cantou seu Hino Nacional como se estivesse dando um basta, em uníssono, àqueles que não amam nem o Brasil e nem o povo brasileiro. A comoção foi geral, nacional... Quase um grito de guerra!!

Prosseguindo a seqüência mágica, para não dizer “sagrada”, eis que três anjos em forma de crianças entraram no campo, e ao chegar ao centro, soltaram as três pombas brancas que traziam nas mãos, as quais   todos sabem, representam a Paz. Elas deram voltas pelo campo como a abençoar o povo, e seguiram seus caminhos, concluindo aquele “ritual” que, de forma espontânea, se desenrolava diante dos olhos atentos e encantados da multidão de espectadores.

 Hoje algo muito grande, muito sagrado, tocou a alma e o coração de cada brasileiro, abençoando e energizando cada um de nós.

 Eu sinto, bem no fundo do meu coração, que daqui pra frente o bem vai comandar o destino da nossa Nação, pois começamos a resgatar a fé na força da nossa união, assim como nossa dignidade e auto-estima. O Brasil é a nossa terra, é o chão que pisamos e do qual vislumbramos o infinito... Agora só depende de nós, do nosso exercício de cidadania, humanismo, responsabilidade e determinação, restaurar, defender e honrar o privilegio de sermos brasileiros, filhos dessa que é a terra mais bonita do planeta, berço de homens dignos e honrados, defensores da cultura, da honra, do caráter e dos bons costumes. 

Depende de nós fazer-nos respeitar lá fora, limpando com nosso trabalho e união essa sujeirada toda com a qual macularam a nossa honra e a nossa dignidade, 

 Podemos – e vamos!! – reconstruir nossa Nação com o amor e o respeito que ela, e cada um de nós, merecemos. E que assim seja, e assim será... AMÉM! AMÉM!

 

 VIVA O BRASIL! VIVA O POVO BRASILEIRO!!!!!!

 

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Ester Lukaschek Rouillard

Mega texto! Fico feliz de nao ter sido a única a se emocionar ao ver a cena de uma multidão a entoar nosso hino que hoje parece ter um significado tao maior que "simples" patriotismo, mas sim a esperança de um futuro melhor e mais justo. Que este seja um momento de recomeço. Para aqueles que ja nao fizeram um auto-analise, que o faca. Para agir com mais justiça e ética, para que nossos filhos aprendam o que e correto e direito!

Publicidade

Veja também