Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Pré-temporada do Festival Literário Internacional homenageia Wander Piroli Grande escritor belo-horizontino será pauta de mesa redonda com partic

Pré-temporada do Festival Literário Internacional homenageia Wander Piroli Grande escritor belo-horizontino será pauta de mesa redonda com partic

Literatura por em 2015-04-14 05:24:35

Nascido em Belo Horizonte, Wander Piroli viveu boa parte de sua vida no bairro Lagoinha, região com a qual sempre teve uma forte relação e que aparece de forma recorrente em sua literatura. Formou-se em Direito e foi funcionário público durante vários anos, mas encontrou seu caminho no jornalismo e na literatura. Trabalhou nos principais veículos de comunicação da cidade, como Última Hora, Diário de Minas, Suplemento Literário, Estado de Minas, Rádio Guarani, Rádio Inconfidência, Hoje em Dia.

 

Publicou seu primeiro livro de contos, “A Mãe e o filho da Mãe”, em 1966, pela Imprensa Oficial. Anos antes disso, ganhou o Concurso Nacional de Literatura Prêmio Cidade de Belo Horizonte, em 1951, com o conto “O troco”. Embora tenha iniciado sua carreira como ficcionista escrevendo para adultos, foi na literatura infanto-juvenil, com a publicação de “O Menino e o Pinto do Menino” (1975), que o seu nome ficaria inscrito definitivamente: o livro teve até hoje mais de 30 edições. No Nascido em Belo Horizonte, Wander Piroli viveu boa parte de sua vida no bairro Lagoinha, região com a qual sempre teve uma forte relação e que aparece de forma recorrente em sua literatura. Formou-se em Direito e foi funcionário público durante vários anos, mas encontrou seu caminho no jornalismo e na literatura. Trabalhou nos principais veículos de comunicação da cidade, como Última Hora, Diário de Minas, Suplemento Literário, Estado de Minas, Rádio Guarani, Rádio Inconfidência, Hoje em Dia.

 

Publicou seu primeiro livro de contos, “A Mãe e o filho da Mãe”, em 1966, pela Imprensa Oficial. Anos antes disso, ganhou o Concurso Nacional de Literatura Prêmio Cidade de Belo Horizonte, em 1951, com o conto “O troco”. Embora tenha iniciado sua carreira como ficcionista escrevendo para adultos, foi na literatura infanto-juvenil, com a publicação de “O Menino e o Pinto do Menino” (1975), que o seu nome ficaria inscrito definitivamente: o livro teve até hoje mais de 30 edições. No  

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também