Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Cultura > Sylvio Back - o cineasta com alma de poeta

Sylvio Back - o cineasta com alma de poeta

Cultura por em 2015-08-02 17:41:49

O Site Templo Cultural Delfos publicou uma espetacular fortuna crítica de Sylvio Back. O site é um Repositório Digital de conteúdos culturais, educacionais, artísticos e científicos e vale a navegação. 

Sylvio Back, cineasta, poeta, roteirista e escritor. Filho de imigrantes húngaro e alemã, nascido em Blumenau (SC). Ex-jornalista e crítico de cinema, autodidata, inicia-se na direção cinematográfica em 1962, tendo escrito, realizado e produzido até hoje trinta e oito filmes – curtas, médias e doze longas-metragens.

Com 76 láureas nacionais e internacionais, Sylvio Back é um dos mais premiados cineastas do Brasil. 
2007: Medalha do Mérito Cultural Cruz e Sousa pelo Governo de Santa Catarina; 
2011: Insígnia de Oficial da Ordem do Rio Branco do Ministério das Relações Exteriores pelo conjunto da obra cinematográfica e de roteirista; 
2012: Eleito para o PEN Clube, tornando-se o primeiro cineasta brasileiro a integrar o prestigioso organismo internacional; 
2013: Comenda de Cavaleiro da Ordem do Mérito Palmares do Governo de Alagoas pelos \"relevantes serviços prestados à sociedade brasileira no campo cultural\". 
2015: Eleito presidente da DBCA – Diretores Brasileiros de Cinema e do Audiovisual, sociedade de gestão coletiva pela defesa dos direitos autorais do diretor.

Veja o que algumas personalidades falam de Sylvio Back:

\"Acho que a poesia empurece qualquer palavra – desde que ela seja tratada por um poeta! E isso você faz, ó Sylvio Back.\"
- Manoel de Barros. in: Quermesse, de Sylvio Back. Rio de Janeiro: Topbooks, 2013.

\"(...) que um dos melhores cineastas brasileiros/descobrisse a poesia/numa curva dos anos 80/não era provável/mas era possível que essa poesia fosse/de um raro erótico explícito/mas não era provável que essa poesia fosse boa/era provavelmente possível/embora seja provável/que todo o impossível se possa (...).\"
- Paulo Leminski, em \'abertura\' do livro \"O caderno erótico de Sylvio Back\". Ouro Preto (MG): Tipografia do Fundo do Ouro Preto, 1986. 

\"O teu \"Caderno Erótico\" realmente faz o leitor perder os cadernos: é, pela combinação de erotismo, humor, imaginação e senso estético na composição, uma obra surpreendente e que mostra teu talento multifacético.\"
- Moacyr Scliar. em \"Quermesse, de Sylvio Back\". Rio de Janeiro: Topbooks, 2014.

\"Sua poesia erótica é uma coisa singular dentro da poesia brasileira. (...) Você tem o controle total da linguagem para suas libidinagens verbais. (...) Você é um Aretino brasileiro, de nosso tempo.\"
- Affonso Romano de Sant\'Anna. in: Quermesse, de Sylvio Back. Rio de Janeiro: Topbooks, 2014.

\"Talvez o mais polêmico dos documentários do diretor, em que ele ousa discutir um assunto até então sagrado, a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial através da FEB, Força Expedicionária Brasileira. Ele realizou um trabalho de pesquisa incrível, inclusive nos Estados Unidos... (...) Com certeza é muito raro se ver um documentário como este..\"
– Rubens Ewald Filho (portal UOL Cinema, s/d).

Confira na integra a Fortuna Crítica de Sylvio Back:

http://www.elfikurten.com.br/2015/06/sylvio-back.html

FONTE: Site Templo Cultural Delfos - http://www.elfikurten.com.br/

CRÉDITO DAS FOTOS:

Foto 1 - Sylvio Back - foto Guilherme Gonçalves

Foto 2 - Sylvio Back - foto: acervo Revista do Cinema Brasileiro

Foto 2 - Capa do livro \'Quermesse\', de Sylvio Back
- desenho Géza Heller

Foto 4 - Capas de livros da obra poética de Sylvio Back

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também